Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


Graphic NovelListas

11 Histórias em quadrinhos nacionais da Caveira

Celebre o Dia do Quadrinho Nacional em uma jornada pela nona arte brasileira

30/01/2024

Maurício de Souza, Ziraldo e Laerte são alguns dos primeiros nomes que pensamos quando o assunto é quadrinho nacional. Mas a lista não se limita a estes três mestres da arte sequencial. Até chegar em Turma da Mônica e O Menino Maluquinho, a nossa jornada das histórias em quadrinhos passou por outros territórios. Há 135 anos, a primeira HQ nacional ganhava forma ilustrada através da revista semanal Vida Fluminense.

LEIA TAMBÉM: 4 GRAPHIC NOVELS QUE FORAM ADAPTADAS PARA O CINEMA

Angelo Agostini, um cronista italiano radicado no Brasil, publicou uma de suas primeiras ilustrações sequenciais em 30 de janeiro de 1869. O autor, que desenhava acontecimentos do cotidiano, deu vida a personagens como Nhô Quim (1869) e Zé Caipora (1883). Em homenagem a esta publicação, foi instituído o Dia do Quadrinho Nacional, celebrado anualmente em 30 de janeiro. Desde então a leitura ágil e expressiva passou a ganhar cada vez mais adoradores da nona arte.

Os anos consequentes foram importantes para o crescimento das HQs no Brasil, com o lançamento de uma revista inteiramente dedicada à arte em 1905, concebida pelo desenhista Renato de Castro. Já em 1929, Adolfo Aizen voltou de uma viagem para os Estados Unidos com o novo formato conhecido como suplementos de quadrinhos, que foi publicado primeiramente pelo jornal A Gazeta, no Brasil, em formato tabloide. E você sabe de onde surgiu o termo “gibi”? Este foi o nome dado a uma publicação, a revista O Gibi, que surgiu em 1939 e passou a se tornar sinônimo da arte de desenho sequencial no país.

Mas para além dos já conhecidos e adorados personagens, a produção brasileira não tem limites quando o assunto é ilustrar histórias dentro de pequenos quadros. Prova disso são as publicações do selo Graphic Novel DarkSide®, que mostram a imensidão do talento dos autores nacionais. Mergulhe com a Caveira na magia destes HQs imperdíveis:  

1. A Canção Fantasma

As peripécias de Ada, uma jovem órfã que vive com a avó, ganham um parceiro quando ela rouba uma caixinha de músicas e se depara com um fantasma. A Canção Fantasma, obra de Samantha Flôor, é uma envolvente história, com diálogos ágeis, humor, traços limpos e coloridos, que aborda temas importantes como identidade, amizade, bullying e aceitação. Repleta de sonhos, aventuras e mistérios é a história perfeita que vai aquecer o coração de quem gostou de O Fantasma de Anya, Mooncakes, A Menina do Outro Lado e Francis.

a canção fantasma

2. O Fim da Noite

Vencedora na categoria Quadrinhos da primeira edição do Prêmio Machado Darkside, em 2020, a graphic novel escrita por Rafael Calça e ilustrada por Diox é uma história emocionante que narra as batalhas de três gerações de mulheres negras, lideradas por Aurora, uma avó que trabalhou desde a infância como empregada doméstica. O Fim da Noite é uma obra contundente, cuja narrativa nos ajuda a compreender o funcionamento do racismo estrutural no Brasil, e como as injustiças sociais se perpetuam ao longo das gerações. Composta de sorrisos, dores e dramas, é uma narrativa sublime que transformará para sempre os leitores.

o fim da noite

3. Silvestre

Em Silvestre, mergulhamos com Wagner Willian, renomado quadrinista brasileiro, na jornada de um velho caçador dialogando com lendas sobre divindades extintas. Retratando a essência da natureza e da autossuficiência, inspirado pela experiência de Henry David Thoreau, o homem enfrenta a solidão de sua cabana atraindo animais silvestres e criaturas fantásticas. Uma jornada imersiva, reflexiva e visceral.

silvestre

LEIA TAMBÉM: 7 FILMES COM A ESSÊNCIA DE SILVESTRE, GRAPHIC NOVEL DE WAGNER WILLIAN

4. Cartilagem

Ambientada no final do século XIX, na Ilha de Santa Catarina, Cartilagem é um espelho de temas atuais na sociedade, como o preconceito e a crueldade humana diante as diferenças. Os irmãos xifópagos Marcos e Mateus enfrentam a perseguição e a ignorância dos moradores da pequena vila, revelando um Brasil rude e vil, em uma narrativa que explora a formação do verdadeiro monstro através do preconceito.

cartilagem

5. Revolta da Vacina

A primeira obra do renomado quadrinista André Diniz no catálogo da DarkSide® Books retrata a história de Zelito, um jovem ilustrador buscando um trabalho como cartunista do Rio de Janeiro. Situada no início do século XX, com o país enfrentando uma crise social e sanitária durante a transição do Império para República, Revolta da Vacina retrata o envolvimento do jovem nas manifestações que culminaram na rebelião de 1904 contra a vacinação compulsória proposta pelo sanitarista Oswaldo Cruz. A edição inclui charges da época sobre vacinação, destacando a persistência das mazelas e a relevância da luta pela ciência, conectando com os desafios contemporâneos das pandemias.

revolta da vacina

6. Labirinto

Conduzindo os leitores por uma jornada psicológica e simbólica pelas marcantes memórias da infância de Nico, junto ao estranho companheiro Góreck, Labirinto leva o leitor a desvendar um mundo bizarro com criaturas estranhas e segredos ocultos. Destacada pelas páginas e cores vibrantes, identidade do autor Thiago Souto, a obra promete uma jornada inesquecível pelo mundo do amor e da amizade.

labirinto

7. Love Kills

Passagem livre para o mundo da aventura e do terror, a HQ de Danilo Beyruth traz uma nova interpretação do mito dos vampiros. Explorando sentimentos e a imortalidade dos sanguessugas, a obra promete provocar reflexões sobre a vida mortal dos DarkSiders. Love Kills hipnotiza os leitores do início ao fim, com uma narrativa afinada e ilustração envolvente, dando força ao propósito das histórias em quadrinhos.

love kills

8. Bully Bully

Explorando a construção da identidade de um menino por meio de sonhos, pesadelos e desilusões ao longo de três fases distintas da vida, Bully Bully é uma graphic novel silenciosa, mas que diz muito. Abordando solidão, amor e violência, o quadrinho de Yuri Moraes e Bruno Guma narra dramas sensoriais, com um toque ácido de realismo fantástico. Uma obra imperdível que retrata uma infância que ressoa em silêncio.

bully bully

9. T.A.T.O.O.: À Flor da Pele

Em meio ao caos urbano de São Paulo, o protagonista enfrenta depressão, burnout e vazio existencial que o paralisam. Ramsés, um tatuador quarentão precisa confrontar traumas e fobias do passado. T.A.T.O.O.: À Flor da Pele, é um relato pessoal enfrentado por toda uma sociedade moderna, revelando a busca por cura e compaixão em um cenário sombrio e marcado por violência. André Diniz aborda experiências pessoais, ressaltando a importância da arte e do auxílio profissional para enfrentar os questionamentos da nossa existência.

t.a.t.t.o.o.

10. Samurai Shirô

Também situada na capital paulista, Danilo Beyruth traz uma trama envolvente de lutas sangrentas, honra familiar e um violento confronto com o passado, no coração da cidade. No bairro da Liberdade, Akemi, uma jovem descendente de japoneses é perseguida e precisa confrontar tanto a máfia japonesa quanto seu próprio passado. Ilustrada em preto e branco, o autor tece uma narrativa que dialoga com a diversidade da maior comunidade japonesa fora do Japão e a riqueza cultural presente na comunidade. Em Samurai Shirô, poder, honra e tradição conduzem o leitor a uma experiência imersiva com muita ação e simbolismo.

shiro

11. Hailstone

Escrita por Rafael Scavone e ilustrada por Rafael de Latorre, Hailstone transporta os leitores para Montana, durante a Guerra Civil americana. Combinando horror, ficção científica e histórica, faroeste e mistério, a HQ nos leva a um conflito entre a população faminta e uma fábrica militar. Envolvente e assustadora, a graphic novel explora os medos dos personagens e promete cativar desde os primeiros quadrinhos.

hailstone

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA OS FILMES E SÉRIES QUE INSPIRARAM HAILSTONE

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

A Canção Fantasma + Brindes Exclusivos
R$ 99,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Revolta da Vacina + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
SHIRÔ
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesMúsica

15 Músicas para sentir a magia de Wicked

Nenhuma viagem para Oz está completa sem a playlist perfeita para embalar a jornada....

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Tremors: Vermes gigantes, pólvora e Kevin Bacon

Como cinéfilos devotados e praticamente moradores da Firestar & DarkBlog, sabemos...

Por Cesar Bravo
FilmesMúsicaNovidades

Beatlesverso: Sam Mendes irá fazer 4 filmes do Fab Four

Lembra quando a Marvel fez vários filmes de origem de seus super-heróis para depois...

Por DarkSide
DarklovePerfil

Loputyn: Uma aventura pelo mundo encantador da ilustração

Com traços mágicos e profundos, a arte de Loputyn nos conduz por uma dança...

Por DarkSide
DarkSide BooksNovidades

DarkSide lança canal no WhatsApp

A Caveira baixou a tia do Zap e incorporou o tio do Pavê só pra te chamar para um...

Por DarkSide