Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


Cine Book ClubCuriosidadesDarkSide Books

7 Curiosidades sobre os bastidores e o lançamento de Psicose

De projeto duvidoso a clássico do terror, conheça as peculiaridades da obra-prima de Alfred Hitchcock.

O mistério em torno de Psicose se estende para além da trama sombria de Norman Bates, principalmente no que se refere à produção de sua adaptação para o cinema pelo diretor Alfred Hitchcock. O livro de Robert Bloch, publicado no Brasil pela DarkSide® Books, teve um caminho pouco convencional das páginas para as telonas.

O filme de Psicose foi uma ousadia que apenas um diretor com a fama de Hitchcock poderia se dar ao luxo de produzir naquela época. Com uma carreira consagrada no gênero do suspense, o cineasta se ofendeu quando lhe perguntaram se ele não gostaria de se aposentar – isso logo após o lançamento de Intriga Internacional (1959), um thriller de espionagem.

LEIA TAMBÉM: ALFRED HITCHCOCK: FILMES RETRATAM O MESTRE DO SUSPENSE NOS BASTIDORES

Com nenhuma vontade de se aposentar dos sets, Alfred Hitchcock decidiu que precisava de algo novo, ultrajante, que realmente surpreendesse uma audiência que já o considerava um tanto previsível. O livro de Robert Bloch parecia oferecer a história ideal para isso.

O processo entre a leitura do livro, sua transposição para o audiovisual e lançamento nas salas de cinema é cercado de rumores e curiosidades que só tornam o longa ainda mais fascinante. Confira a seguir algumas destas particularidades:

1. Hitchcock comprou o maior número possível de exemplares do livro de Robert Bloch

Quando Alfred Hitchcock leu Psicose, ele decidiu que a história era ideal para voltar a empolgar as audiências em torno de um projeto seu. Ele secretamente comprou de Robert Bloch os direitos para a adaptação do livro por US$ 9 mil.

Feito isso, Hitchcock se empenhou em comprar o maior número possível de cópias do livro. O diretor se deu a este trabalho para que as pessoas não conhecessem o final da história e pudessem ser surpreendidas pelo filme.

2. Nem o próprio elenco sabia o final do filme

A preocupação de Hitchcock com spoilers era tão grande que no primeiro dia de filmagem ele fez todo o elenco e equipe de produção jurarem que não divulgariam absolutamente nada sobre o filme. Além disso, ele escondeu o final do filme do elenco durante toda a produção, até que chegasse o momento de filmar tais cenas. 

3. A cena do chuveiro era para ser completamente muda

Quando concebeu o filme, Alfred Hitchcock idealizou aquela famosa cena do chuveiro para ser completamente muda. Isso seguiu desta forma até o momento da edição, quando o próprio diretor não gostou do resultado e ficou em dúvida quanto ao sucesso do filme. O cineasta chegou a considerar deixar de lado o lançamento nas salas de cinema e exibir o longa apenas no seu programa de TV Alfred Hitchcock Presents. Como o filme já tinha um baixo orçamento, o rombo não seria tão grande, afinal.

No entanto, apesar da orientação do diretor, o compositor Bernard Hermann, que trabalhou na trilha sonora de Psicose, compôs algo especial para aquela cena. Ao ver a sequência com a trilha de Hermann, Hitchcock se convenceu de que o filme funcionaria daquela forma. Ele ficou tão feliz com o resultado que dobrou o salário do compositor para mais de US$ 34 mil e passou a afirmar que 33% do sucesso do filme se deve à trilha sonora. Até hoje a trilha é reconhecida inclusive por quem nunca assistiu ao longa.

LEIA TAMBÉM: PSICOSE E A INFLUÊNCIA NOS SLASHERS MODERNOS

4. Psicose foi filmado em preto e branco para ser menos chocante (e mais barato!)

Em 1960 já havia tecnologia para que Psicose fosse um filme colorido. No entanto, a escolha da fotografia em preto e branco foi intencional. Um dos motivos seria que o vermelho do sangue da cena do chuveiro poderia ser chocante demais para as audiências naquela época. O preto e branco suavizaria um pouco isso.

Outro motivo era o orçamento: com pouco mais de US$ 800 mil para fazer o filme, o uso da tecnologia de cores se tornaria muito caro e inviável para a produção. O próprio Hitchcock tinha aberto mão de seu salário de US$ 250 mil para que o projeto saísse do papel. 

5. O público não podia chegar atrasado ao cinema

Para garantir que o público assistisse ao filme do início ao fim, Hitchcock orientou que os cinemas não deixassem pessoas entrarem atrasadas nas sessões. Cada sala de exibição de Psicose tinha um display de papelão do diretor apontando para o relógio e dizendo: “O gerente deste cinema foi instruído, sob risco de morte, a não permitir a entrada de qualquer pessoa após o início do filme. Qualquer tentativa ilegítima de entrar por portas laterais, saídas de incêndio ou dutos de ventilação serão coibidas à força. O objetivo desta medida extraordinária é, claro, lhe ajudar a aproveitar mais Psicose. Alfred Hitchcock”.

Além disso, para garantir que as pessoas que já estavam na sala não dessem uma saída antes do filme começar, o estúdio providenciou uma gravação que tocava no foyer dos cinemas. A trilha contava com música ambiente que era ocasionalmente interrompida por uma voz dizendo “faltam dez minutos para começar Psicose”, “cinco minutos para começar Psicose”, e assim por diante.

6. Este foi o último filme de Hitchcock com a Paramount

Depois de anos trabalhando com o estúdio, Psicose se tornaria a última produção de Hitchcock com a Paramount Pictures. Para reduzir os custos do projeto e evitar a interferência dos executivos, ele filmou o longa nos estúdios da Universal Pictures, local em que era feito o Alfred Hitchcock Presents e onde ele já tinha instalado o seu escritório.

Mais tarde, a Universal conseguiria os direitos de distribuição de Psicose, mesmo com a logo da Paramount ainda aparecendo. 

7. Alfred Hitchcock foi proibido de entrar na Disneylândia por causa de Psicose

A repercussão de Psicose não foi apenas de sucesso e reconhecimento, pelo menos não instantaneamente. É importante lembrar que ainda se tratava de um filme extremamente violento para os padrões da época, principalmente nos grandes circuitos de cinema.

Hitchcock recebeu inúmeras cartas de pessoas ultrajadas com o filme, inclusive uma de um pai que disse que, após assistir a Psicose, sua filha se recusava a entrar no banho – ao que o diretor simplesmente respondeu “mande-a para a lavagem a seco, então”.

Mas uma das mais curiosas retaliações veio de ninguém menos que Walt Disney: ele proibiu Alfred Hitchcock de entrar no parque da Disney porque “ele havia feito aquele filme detestável, Psicose”.

LEIA TAMBÉM: BATES MOTEL E PSICOSE: DIFERENÇAS E SEMELHANÇAS

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

1 Comentário

  • Pabro The Freakshow

    5 de fevereiro de 2021 às 19:10

    A maioria dessas curiosidades são retratadas no filme sobre Hitchcock, estrelado por Anthony Hopkins, aliás é um filme muito bom para que admira Hitchcock e também Hopkins.

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Psicose - Limited Edition + Brinde Exclusivo
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
O Massacre da serra elétrica - Limited Edition
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Crime SceneListas

Conheça 3 personagens inspirados no assassino BTK

Foram necessárias décadas para que a polícia finalmente desvendasse a identidade do...

Por DarkSide
Coven MagicaeMagicae

A descoberta da Bruxa que existe dentro de você!

Você sabia que a descoberta da Bruxa(o) que existe em você não depende de ninguém,...

Por Dani Petrucci
MacabraMagicae

Afinal, o que é considerado ocultismo?

O ser humano sempre teve uma necessidade insaciável de buscar respostas para aquilo...

Por Macabra
Cine Book ClubFilmes

Horror Noire: Shudder divulga trailer de novo filme

A Shudder, plataforma focada em streaming de conteúdos de terror/horror, lançou o...

Por DarkSide
FilmesHalloweenMacabra

Scream Queens em Família: Jamie Lee Curtis e Janet Leigh

Dizer que Halloween e Psicose são filmes família é uma afirmação estranha. Mas de...

Por Macabra