Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


CuriosidadesDarklove

Conheça o conto da princesa Kaguya

Saiba tudo sobre essa história de Lendas Japonesas

18/06/2024

A cultura japonesa é recheada de histórias fascinantes, criaturas misteriosas e seres encantados que surgem no cotidiano de pessoas relativamente comuns. Entre tantas lendas reproduzidas através dos séculos e repassadas de geração para geração, fascinando crianças e adultos, uma das mais famosas é “O conto da princesa Kaguya”.

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA A TRADIÇÃO SECULAR DOS TEATROS KABUKI

Conhecida também como “O conto do cortador de bambu”, a lenda é uma das obras de romance ficcional mais antigas do Japão, pertencente a um gênero literário chamado monogatari. Parte da literatura tradicional do país, o monogatari está intimamente conectado à tradição oral, sendo marcado por narrativas em prosa ficcional estendida. 

A história de uma princesa que surge de um bambu e se torna a filha de um casal de idosos é tão difundida entre o povo japonês que foi escolhida para iniciar Lendas Japonesas, coletânea reunida e ilustrada pela quadrinista Loputyn. Recém-chegada na marca DarkLove, Lendas Japonesas reúne 25 contos tradicionais selecionados cuidadosamente pela artista que já é conhecida pelos DarkSiders por Francis. Para celebrar esse universo fantástico e aguçar sua curiosidade, a Caveira hoje te conta um pouco sobre “O conto da princesa Kaguya”, uma das lendas japonesas mais conhecidas de todos os tempos.

lendas japonesas

A história do conto

Considerado o mais antigo monogatari existente, “O conto da princesa Kaguya” remonta ao período Heian, última divisão da história clássica japonesa que se estendeu de 794 a 1185. Apesar de conseguirmos situar a época em que o conto foi escrito, a data exata de sua composição é desconhecida, assim como a identidade de seu autor. 

Um poema do século X descrevendo a vida na corte imperial, já menciona a história em seu relato acerca de uma festa de observação da Lua realizada no palácio em 909. Alguns historiadores apontam que a menção que a narrativa faz da fumaça no Monte Fuji indica que o vulcão, que se tornou inativo em 905, ainda estava ativo quando a história foi escrita. Existem ainda outras fontes que sugerem que o conto foi elaborado entre 871 e 881.

Alguns comentaristas modernos de “O conto da princesa Kaguya” chegam a situar a obra como um dos primeiros exemplos de ficção científica devido ao conceito de viagem entre a Lua e a Terra e da existência de um povo lunar. Contudo, tal interpretação é pouco endossada por estudiosos tradicionais tendo em vista que estes elementos estavam mais associados a um topo mítico e ligados à ideia taoísta de imortalidade. 

conto da princesa kaguya

Desta forma, “O conto da princesa Kaguya” foi contado, adaptado e reinventado inúmeras vezes desde seu surgimento. Enquanto algumas versões são mais resumidas, outras trazem detalhes elaborados. Há ainda aquelas que foram traduzidas para outros idiomas e as que tiveram sua linguagem adaptada para o público infantil. Embora existam variações, a narrativa central permanece sempre a mesma de quando foi concebida tantos séculos atrás.

A princesa e o cortador de bambu

“O conto da princesa Kaguya” começa com um senhor idoso, que ganha a vida cortando bambu e fazendo cestas para vender, encontrando um pequeno bebê dentro de um brilhante talo de bambu. Como ele e sua esposa não tinham filhos, ele decide trazer a recém-nascida para casa e criá-la como sua filha. Os anos se passam e o casal percebe que a filha não é uma criança comum, mas sim um ser mágico que irradia luz e sorte para a família, já que toda vez que o senhor retornava ao bosque, ele encontrava ouro e tecidos suntuosos nos bambus, se tornando assim muito rico. 

LEIA TAMBÉM: LENDAS JAPONESAS: QUEM SÃO KITSUNE E TANUKI?

A menina enfim cresceu e se transformou em uma jovem mulher, apelidada pelos pais de Nayatake-no-Kaguya-hime, algo como a “princesa brilhante do bambu reluzente”. Sua beleza extraordinária passou a atrair muitos pretendentes, os quais esperavam pedir sua mão em casamento. Entre tantos interessados, cinco nobres se destacaram como os mais insistentes. Contudo, apesar de seus esforços, Kaguya não mostrava interesse em se casar. Para apaziguar as preocupações do pai, ela afirmou então que escolheria um marido após testar o afeto dos pretendentes, pedindo que lhe trouxessem objetos impossíveis de serem encontrados neste mundo, como a tigela de Buda e a joia de um dragão. Entre trapaças, desistências e mortes, todos os homens falharam em suas missões. 

conto da princesa kaguya

Extremamente intrigado pela beleza e pelos encantos de Kaguya, o Imperador então a procura e pede sua mão em casamento, sendo também rejeitado pela jovem. A partir disso, para grande preocupação de seus pais, Kaguya muda drasticamente seu comportamento, passando grande parte do tempo olhando tristemente para a Lua. Quando questionada sobre o que estava a incomodando, a moça revela que vinha de um palácio da Lua e deveria voltar em breve para seu povo. 

Quando enfim chega a hora de Kaguya retornar para a Lua, o Imperador envia guardas para cercar sua casa, crente de que poderia mantê-la na Terra. No entanto, o esforço é inútil e as forças imperiais são derrotadas pelos seres celestiais, que cegam os guardas com uma luz brilhante e escoltam Kaguya de volta ao lar. Antes de partir, ela escreve cartas de despedida aos pais e ao Imperador, declarando seu amor pela família e pelos amigos na Terra. Como recordação, a jovem deixa para os pais seu quimono e ao Imperador um pequeno frasco contendo o elixir da imortalidade. Quando Kaguya foi levada de volta para a Lua, sua comitiva celestial a envolveu em um quimono de plumas, imagética conectada ao preceito de honestidade, e suas memórias terrenas foram apagadas.

Devastados pela partida, seus pais ficaram doentes e acamados. Após receber sua carta de despedida, o Imperador pede que seus homens subam até a montanha mais alta do Japão e a queimem junto com o elixir, afirmando que não suportaria viver para sempre sem a princesa ao seu lado. Sua última esperança era que a fumaça, carregando sua mensagem, chegasse até Kaguya na Lua. A princesa nunca retornou, mas sua história permanece viva até hoje.

conto da princesa kaguya

Kaguya e o Monte Fuji

Diz a lenda que o nome do Monte Fuji vem da palavra fushi ou fuji, que significa imortalidade. Também é dito que originalmente seu ideograma poderia ser traduzido como “montanha cheia de guerreiros”, estabelecendo uma relação com o exército do imperador enviado até o pico mais alto para realizar a ordem de queimar a carta de Kaguya. Desta forma, a população afirmava que a fumaça proveniente do Monte Fuji era originária da carta do Imperador, a qual queimava para sempre esperando alcançar a princesa Kaguya. 

Diferentes versões

Repleto de magia, mistério e mágoa, “O conto da princesa Kaguya” recebeu diferentes versões. Algumas apontam que a princesa teria sido enviada para a Terra para sua própria proteção, enquanto outras apontam para a punição de um crime. Apesar das variações, há características que sempre são mantidas, como o fato de Kaguya vir da Lua e ser dotada de uma beleza deslumbrante. Seus pais adotivos sempre são um casal de idosos em que o homem é cortador de bambu e sua mão é pedida em casamento por nobres que precisam então encontrar objetos impossíveis de serem achados. Outro elementos que permanece o mesmo é o fato de Imperador se apaixonar por Kaguya, ela retornar para a Lua e deixar ao governante uma carta e um elixir. 

Novas gerações, novas mídias

“O conto da princesa Kaguya” foi reinventado por gerações em novos formatos midiáticos. A história foi adaptada e reimaginada em diferentes obras de arte, desde pinturas do século XVII até filmes, peças de teatro, mangás, animes e videogames. Em 1935, o conto foi adaptado para o filme A Princesa Kaguya, dirigido por Yoshitsugu Tanaka. Anos mais tarde, em 1987, a história ganhou outro filme live-action, dirigido por Kon Ichikawa e estrelado por Toshiro Mifune e Yasuko Sawaguchi, intitulado de A Princesa da Lua.

a princesa da lua

No entanto, a versão mais famosa para o cinema é a animação de 2013, produzida pelo renomado Studio Ghibli. Último filme dirigido por Isao Takahata, O Conto da Princesa Kaguya demorou cerca de oito anos para ser concluído e se tornou o filme mais caro do estúdio, recebendo inclusive uma indicação ao Oscar®de Melhor Animação. 

conto da princesa kaguya

Além do cinema, mangás e animes também reimaginaram e encontraram inspiração no conto. Um dos exemplos mais significativos é o anime e mangá dos anos 1990, Sailor Moon, que tira alguns de seus temas principais da lenda. De forma bastante reimaginada, a princesa chega a aparecer em um filme da franquia, intitulado Sailor Moon S: Corações de Gelo, de 1994.  

sailor moon

Atravessando épocas, “O conto da princesa Kaguya” se tornou parte integrante da cultura japonesa. A história é tão conhecida no Japão que, em 2007, quando a agência espacial japonesa JAXA lançou a sonda espacial Selene na órbita lunar, o público a apelidou carinhosamente de Kaguya.

Para os interessados nessa história mágica que resiste à passagem do tempo, “O conto da princesa Kaguya”, assim como outras 24 histórias tradicionais, estão a um clique de distância em Lendas Japonesas. Disponível na Loja Oficial DarkSide, Lendas Japonesas apresenta ao leitor algumas das mais fascinantes narrativas do folclore japonês. Prepare-se para se emocionar com histórias de corações partidos, vinganças, fantasmas e outros acontecimentos que entrelaçam o mundo cotidiano e o mundo sobrenatural, revelando a beleza que existe no equilíbrio entre o visível e o invisível. 

LEIA TAMBÉM: 7 FILMES DE TERROR INSPIRADOS EM LENDAS JAPONESAS

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Lendas Japonesas + Brindes Exclusivos
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Francis + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CuriosidadesFilmes

Você sabia que Viagem Maldita foi inspirado num caso real?

Não existe nada mais aterrorizante do que um filme de terror baseado em uma história...

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Dark Night of the Scarecrow: Frank De Felitta como você nunca imaginou

Vocês já pararam para se perguntar de onde vem nosso fascínio pelos filmes antigos?...

Por Cesar Bravo
DarksideMúsica

Celebre os Heróis do Blues, Jazz & Country com essa playlist

Além de um ilustrador brilhante, Robert Crumb era um apaixonado pela música dos anos...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidades

Crianças podem ser consideradas psicopatas?

O ser humano é mau até que prove o contrário ou ele nasce bom e a sociedade o...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidadesProfissionais da Morte

4 Profissões da morte que você não imaginava que existiam

Você já pensou em trabalhar diretamente com a morte? Quando pensamos em...

Por DarkSide