Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


CuriosidadesDarklove

Lendas Japonesas: Quem são kitsune e tanuki?

Entidades do folclore japonês influenciam a cultura pop até os dias de hoje

28/05/2024

O folclore japonês é povoado por criaturas mágicas que há muito nos fascinam por sua capacidade de unir as esferas do cotidiano e do sobrenatural. Tais seres atravessaram épocas e gerações, entrando em cena nos mais diferentes tipos de histórias e dando o pontapé necessário para os mais surpreendentes eventos. 

LEIA TAMBÉM: CLÁSSICOS JAPONESES SOBRENATURAIS: DESCUBRA O QUE SÃO YŌKAI

Foi partindo desse fascínio que a quadrinista italiana Jessica Cioffi — sob o pseudônimo Loputyn reuniu e ilustrou 25 contos tradicionais japoneses. O resultado foi Lendas Japonesas, obra recém-chegada na marca DarkLove da DarkSide® Books. Datadas de séculos atrás, essas lendas variam entre histórias trágicas, românticas e fantasmagóricas, sendo habitadas por seres míticos como o kitsune e o tanuki, entidades sobrenaturais conhecidas como yōkai

No folclore japonês, os yōkai são criaturas de habilidades espirituais ou sobrenaturais cujo comportamento varia do malévolo ao travesso. Muitos historiadores e folcloristas apontam que tais seres atuam enquanto personificações de fenômenos que não conseguiam ser explicados pelos seres humanos. Os yōkai adotam aparências diversas, variando entre humanos, animais e até formas indiscerníveis. Entre essa imensidão de seres fantásticos, o kitsune e o tanuki são alguns dos mais famosos, representando a magia dos animais capazes da metamorfose. Para entrar no clima de Lendas Japonesas, a Caveira vai te levar um pouco pela história dessa dupla, assim como seu lugar no mundo do folclore japonês. 

lendas japonesas

Kitsune: a raposa

Não é apenas o Japão que associa as raposas a uma aura de mistério. Histórias presentes no folclore indígena americano, europeu e de outras regiões da Ásia também trazem esses animais como dotados de propriedades mágicas, frequentemente acompanhados de uma reputação que oscila entre trapaceiros e travessos

kitsune

Na cultura japonesa, o kitsune é uma raposa com habilidades sobrenaturais, as quais se fortalecem com o passar do tempo, estando associadas à sua idade e sabedoria. Na verdade, para os japoneses não existe uma distinção tradicional entre raposas mágicas e raposas comuns, já que estas últimas são categorizadas como kitsunes jovens demais, ou seja, que ainda não tiveram suas habilidades completamente despertadas. 

Uma das características mais marcantes de um kitsune é sua cauda, a qual vai se dividindo com o tempo, de forma que o número de caudas indica sua idade e extensão de poder. Acredita-se que uma nova cauda se separa a cada 100 anos e tradicionalmente um kitsune pode possuir até nove delas, ficando conhecido então como kyuubi.

kyuubi naruto

Kitsunes são seres poderosos contando com diferentes habilidades sobrenaturais: podem possuir os seres humanos, criar ilusões e truques, ter acesso a um vasto conhecimento, respirar fogo espectral, duplicar a aparência de um indivíduo e, principalmente, se metamorfosear. Isso faz com que sua representação popular varie consideravelmente, já que são conhecidos por mudarem propositalmente de forma, assumindo desde a aparência de mulheres bonitas até homens idosos. 

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA 5 HISTÓRIAS DE CLÁSSICOS JAPONESES SOBRENATURAIS

Apesar dessa variedade, os kitsunes são conhecidos popularmente por assumirem a aparência de jovens e belas mulheres. Essa associação é tão forte que no Japão feudal, por exemplo, era comum a crença de que uma mulher andando sozinha ao anoitecer poderia ser uma kitsune.  Um dos principais objetivos dessa mudança de forma é justamente enganar os seres humanos, de forma que em muitas histórias esses seres chegam a se casar com homens e gerar crianças com poderosas habilidades. Seu disfarce, no entanto, pode ser arruinado quando o kitsune é assustado, embriagado ou pego de surpresa, revelando então algumas de suas características animalescas, como a famosa cauda.  

Devido à variedade de poderes, os kitsunes acabam se tornando seres muito complexos que podem ser tanto benevolentes quanto malignos. Sua índole depende de sua disposição e personalidade, de forma que em alguns contos são retratados como seres enganosos e cruéis, pregando peças e possuindo os seres humanos, enquanto em outros aparecem como guardiões espirituais e amigos fiéis. Além de serem personagens recorrentes no folclore japonês, aparecendo em Lendas Japonesas, por exemplo, os kitsunes também se tornaram figurinhas carimbadas na cultura pop, aparecendo em mangás e animes famosos, como Yu Yu Hakusho, Naruto, Inuyasha e até mesmo Pokémon e Digimon

pokemon

Tanuki: o cão-guaxinim

Por mais que atualmente a palavra tanuki se refira a um animal conhecido como cão-guaxinim japonês, tradicionalmente a palavra também era utilizada para descrever texugos, civetas e uma espécie de gato selvagem. Contudo, não se deixe enganar pelas aparências: embora sejam parecidos fisicamente e no nome, tanukis não são guaxinins

Assim como o kitsune, o tanuki faz parte do folclore japonês há séculos. No entanto, enquanto as histórias envolvendo as raposas adotam tons mais sérios, as com tanukis tomam um rumo mais divertido e alegre, já que estes são descritos como seres travessos e brincalhões. O tanuki é frequentemente associado à boa sorte, sendo comumente retratado com uma garrafa de saquê em mãos e uma nota promissória na outra. 

É uma criatura que adora festas, bebidas e brincadeiras, envolvendo-se com humanos em nome da diversão. Embora contos mais antigos até mencionem tanukis mais perversos, atualmente eles são descritos como seres adoráveis cujas travessuras não machucam ninguém. Mestres da metamorfose, são recorrentes as histórias que envolvem esses seres se disfarçando de humanos para enganar vendedores e comprar bebidas alcoólicas com folhas que magicamente parecem dinheiro. Esse tipo de narrativa se tornou tão comum que até hoje podem ser encontradas estátuas de tanukis ao lado de fora de restaurantes e bares. 

tanuki

Uma das formas de reconhecer um tanuki disfarçado é olhar diretamente para seus olhos, já que frequentemente são mantidos os anéis escuros de cão-guaxinim. Já para reconhecer sua aparência natural é necessário prestar atenção a oito características: um rosto sorridente; um frasco de saquê; um chapéu de palha; olhos grandes; uma nota ou caderno de promissória; uma longa cauda; barriga proeminente e testículos comicamente grandes. Essa última é justamente uma de suas características mais famosas, atuando como uma representação exagerada e caricata do testículo naturalmente grande do cão-guaxinim. A partir desse propósito cômico, é comum encontrarmos histórias em que os tanukis utilizam seus testículos para brincadeiras e lutas. No entanto, por mais estranho que pareça essa característica não tem absolutamente nenhuma relação com sexualidade, representando inclusive boa sorte financeira

Como yōkai famosos, os tanukis também são comumente representados na cultura pop japonesa. Foram protagonistas do filme PomPoko: A Grande Batalha dos Guaxinins (1994) do icônico Studio Ghibli, assim como também são referenciados em animes e mangás como Inuyasha, Shaman King e Naruto. Como se não bastasse, você encontra um tanuki até mesmo na franquia de videogames Animal Crossing da Nintendo! 

pompoko

Explore o encanto ancestral de kitsune e tanuki em Lendas Japonesas

Tanto o kitsune quanto o tanuki são criaturas importantes no folclore japonês, representando toda a magia de animais travessos, mágicos e metamorfos que entram no cotidiano dos seres humanos. Eles são dois exemplos de seres que habitam os contos de Lendas Japonesas, coletânea que apresenta ao leitor algumas das mais fascinantes crenças do folclore japonês. 

Por meio de 25 contos tradicionais, que variam do emocionante ao assustador, Lendas Japonesas revela a bela harmonia que existe entre o visível e o invisível, mostrando que existem histórias que transcendem as fronteiras do tempo e permeiam as mais diferentes esferas de existência e realidade. 

lendas japonesas

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA A TRADIÇÃO SECULAR DOS TEATROS KABUKI

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Lendas Japonesas + Brindes Exclusivos
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesNovidades

Tudo que sabemos sobre MaXXXine

E quem diria que um terror indie sem distribuição chegaria ao terceiro filme com...

Por DarkSide
FilmesNovidades

Jogos Mortais XI tem novidades de roteiro e lançamento adiado

Marcus Dunstan, roteirista de Jogos Mortais XI, finalmente atualizou os fãs sobre o...

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Pin: Um Trauma feito de loucura e plástico

Alguns filmes sempre foram raros no Brasil, outros acabaram sendo subestimados e...

Por Cesar Bravo
CuriosidadesDarkloveEntrevista

Rachel Rabbit White pelas palavras de Nico Walker (e dela própria)

O que os livros Carrossel dos Desejos e Cherry: Inocência Perdida têm em comum? Numa...

Por DarkSide
GamesMacabraNovidades

Conheça o jogo de tabuleiro de Condado Maldito

Se você é fã da série de graphic novels Condado Maldito e gosta de jogos de...

Por DarkSide