Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

DarkSide Books

Descubra a origem do tabuleiro Ouija

Usado na comunicação com o Outro Lado, o tabuleiro Ouija se popularizou através de filmes de terror

Todos nós, alguma vez na vida, nos deparamos com esse tabuleiro repleto de letras e números que, aparentemente, não querem dizer nada — mas podem ter muito a nos contar. Para isso acontecer, basta que você se dedique e queira, de fato, se comunicar com o Outro Lado. É preciso coragem. Mas o tabuleiro Ouija não teve essa reputação assombrosa e associada à possessões demoníacas, como foi amplamente explorado na indústria cinematográfica, desde sempre. 

Essa espécie de jogo que olhamos um pouco desconfiados foi criado pelo espiritualismo, um movimento do século 19 conhecido pela visão otimista sobre o futuro e a vida após a morte. Quando o movimento perdeu força, o Ouija passou a ser encarado como um  jogo demoníaco, mas era apenas uma tábua que espíritos usavam para se comunicar com entes queridos que os invocavam, de alguma maneira. Inúmeros filmes de terror incluíram o sinistro objeto no roteiro. Ouija: Origem do Mal (2016), de Mike Flanagan, aborda a ideia de comunicação com os mortos através do jogo. A trama se passa em 1967 e explora a história de uma viúva e suas filhas que ganham a vida enganando clientes que buscam contato com familiares que já morreram. O negócio desonesto da família parece que não trará grandes problemas até o momento em que a filha mais nova descobre um antigo tabuleiro Ouija e tenta se comunicar com o pai, mas acaba sendo possuída por espíritos malignos.

O moderno espiritualismo, como ficou conhecido este movimento religioso, surgiu nos Estados Unidos, em 1848. No Brasil, o espiritismo surgiu poucos anos depois, em 1857. As religiões têm em comum a crença em espíritos e na possibilidade de comunicação com eles. No final da Guerra Civil Americana, médiuns e sessões espíritas se popularizaram na sociedade, gerando muita procura entre pessoas que queriam se comunicar com os entes queridos mortos durante o período de conflito que o país atravessou.

A religião, no entanto,  passou a ser perseguida, sendo vista apenas como um disfarce para feitiçaria. O tabuleiro Ouija surge no contexto da associação ao sombrio com a comunicação com os mortos, do espiritualismo. Percebendo o potencial da ideia, William Fuld começou a produzir, nos Estados Unidos, os chamados “talking boards” (tabuleiros de fala) e é creditado até os dias de hoje como “o pai do tabuleiro Ouija”.

O livro Exorcismo, de Thomas B. Allen, publicado pela DarkSide Books, mudou a fama do jogo. O autor se inspirou no caso real de Robert Mannheim, um jovem norte-americano de 14 anos, que teria entrado em contato com um demônio por meio do jogo que havia sido presente de sua tia e, depois, teria sido possuído e torturado pela entidade. Com isso, a tábua para falar com os mortos se tornou um artefato de invocação do demônio e de espíritos malignos. A adaptação cinematográfica de 1973, O Exorcista, dirigido por William Friedkin, também contribuiu para essa fama.

Polêmicas e histórias sinistras associadas ao jogo não faltam, mas como é importante manter os olhos bem abertos para as mensagens vindas do Outro Lado, a Caveira vai ensinar como usar um tabuleiro Ouija de maneira segura:

Atenção para as regras!

Para que o jogo transcorra bem do começo ao fim e todos entendam a mensagem passada pelo espírito, é importante haver organização. Estabeleça funções e hierarquias. É preciso de um líder que irá tocar na tábua, controlar a conversa e ter permissão para fazer as perguntas para o Outro Lado. O ideal é que não passe de três pessoas para realizar a energização. Siga esse conselho, pois os espíritos costumam ser discretos — sem muita plateia. É importante que todos mantenham a mente calma e focada na compreensão da mensagem.

Para garantir que nada passe despercebido, deixe uma pessoa responsável pela “ata” dessa reunião — o documentador pode tomar nota de tudo o que foi perguntado e respondido, além de poder decifrar outras mensagens que possam ser ditas. Todos devem estar confortáveis e seguros, energias negativas e inseguranças podem confundir os espíritos. E, claro, faça perguntas diretas — e esteja pronto para as respostas.

Que tal falar com os anjos?

O jogo Converse com seu Anjo, lançado pela Estrela nos anos 1990 , era um tabuleiro com todas as letras do alfabeto e tinha uma espécie de asa de anjo para ser guiada até as letras. É perceptível a semelhança com o tabuleiro Ouija clássico. E, para conversar com o anjo era preciso invocá-lo, presumimos. Não há, no entanto, relatos sobre espíritos do mal disfarçados de anjos que tenham interferido na comunicação deste inocente jogo de tabuleiro, que já saiu do mercado. O jogo vinha com um manual desenvolvido pela escritora esotérica Monica Buonfiglio, que ficou famosa nos programas da tarde da época, no canal SBT. 

“Entre no universo cabalístico dos anjos e consulte o oráculo. Seu anjo vai responder suas perguntas e aconselhar você.” era uma das descrições do jogo, que foi lançado na mesma época da novela A Viagem (1994), da TV Globo, que explorava o contexto de vida após a morte e comunicação com Outro Lado.

Agora você já está preparado para usar o Tabuleiro Sobrenatural, que faz parte da promoção Tesouro 3x Sobrenatural. Acesse o site, leia o regulamento, participe e garanta, além de novas caveirinhas para sua coleção, a sua forma de comunicação com o Outro Lado.

LER MAIS

Indicados para você!

Exorcismo
R$ 54,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Legião
R$ 54,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Medo Clássico

A literatura sombria e o olhar apurado de João do Rio

O jornalista Paulo Barreto nasceu no Rio de Janeiro como João Paulo Emílio...

Por DarkSide
Graphic NovelSéries

Creepshow: pôster oficial e trailer da série são divulgados

O streaming de terror Shudder e o diretor Greg Nicotero (The Walking Dead) divulgaram...

Por DarkSide
Darklove

A importância do protagonismo de Tabitha King e a invisibilidade de mulheres casadas

Por Thay, das Valkirias No início deste ano, uma notícia chamou atenção de todos:...

Por DarkSide
Cine Book Club

Stranger Things: conheça a Eleven da vida real

A protagonista de uma das séries mais famosas da era do streaming pode ser vista como...

Por DarkSide
Lançamento

A melancolia e o romantismo de Álvares de Azevedo

Patrono da cadeira número 2 da Academia Brasileira de Letras (ABL), Álvares de...

Por DarkSide