Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


CuriosidadesDarkSide BooksMedo Clássico

Dissecando as criaturas de Mary Shelley, Bram Stoker e Robert Louis Stevenson

Conheça as origens destes monstros clássicos e a relação deles com A Criatura, de Andrew Pyper

O medo é atemporal. Por mais que cada época tenha seus elementos mais assustadores, há aqueles que permanecem no imaginário popular por mais tempo. Prova disso é a relevância de personagens monstruosos como Frankenstein, Drácula e O Médico e o Monstro. Isso é possível porque estes monstros mergulham ainda mais profundamente naquilo que a humanidade não compreende e não é capaz de controlar.

Ciente disto, o autor Andrew Pyper aproveitou estes nomes clássicos do terror para dissecá-los e reinventá-los em seu livro A Criatura, publicado pela DarkSide® Books.

LEIA TAMBÉM: ANDREW PYPER: “E SE DRÁCULA E FRANKENSTEIN ESTIVESSEM VIVOS?”

Pyper sabe que quando o incompreensível se mistura à realidade ele se torna ainda mais ameaçador, por isso, reinventou a origem destes monstros para algo mais próximo da nossa realidade. Para isso, ele leva Mary Shelley, Bram Stoker e Robert Louis Stevenson a se inspirarem em uma criatura real para seus personagens.

Para criar seu personagem híbrido, Pyper dividiu os monstros em três categorias: Parasita (Drácula), Morto-vivo (Frankenstein) e Psicótico (Jekyll e Hyde). A partir daí, aplicou todos eles em uma mesma criatura, trazendo-a para os dias atuais.

A criatura em questão é Michael, um perigoso homem com mais de 200 anos que foge de uma instituição psiquiátrica. Em seu encalço está a Dra. Lily Dominick, uma psiquiatra forense que possivelmente tem um passado em comum com o fugitivo. Michael atrai a cientista à Europa, onde ela descobre como este homem com habilidades sobre-humanas inspirou três dos maiores clássicos do terror gótico.

Além de A Criatura, a DarkSide® possui edições de todas as histórias originais de Frankenstein, Drácula e o Médico e o Monstro. Os livros fazem parte do selo Medo Clássico.

Mas afinal, quais são as verdadeiras origens destas criaturas?

Pesadelos, uma competição literária, pesquisas sobre folclore e um amigo homicida foram alguns dos elementos que deram origem a monstros. A seguir apresentamos um pouco das principais inspirações para a concepção de cada um deles:

Frankenstein — Mary Shelley

Filha de dois escritores (embora sua mãe tenha falecido no parto), Mary Shelley cresceu em meio a outros autores, o que contribuiu para sua incursão na literatura ainda jovem. Em uma viagem com seu marido Percy B. Shelley e o escritor Lorde Byron (que teve um caso com a irmã dela), ela participou de várias conversas sobre vida e morte, mencionando ilustres cientistas da época, como Erasmus Darwin e Luigi Galvani, que têm influência em alguns aspectos de Frankenstein.

Ela, o marido e Byron também travaram uma competição de quem seria capaz de escrever o melhor conto de terror. Depois de pensar por dias no assunto e nas conversas, Mary Shelley sonhou com um cientista que havia criado vida e estava horrorizado com esta empreitada. 

Além do sonho, a história foi inspirada por muitos elementos da vida de Mary, principalmente envolvendo perda, culpa e desafiar a natureza. Isso porque ela não só perdeu a mãe, mas também conviveu com as mortes de alguns filhos, ainda pequenos. Pode-se imaginar que querer trazer pessoas de volta à vida era um tema recorrente na mente da autora.

O nome do cientista da história vem de uma viagem pela Alemanha, onde ela se hospedou perto do Castelo de Frankenstein — lá morava um alquimista que conduzia experimentos.

LEIA TAMBÉM: MARY SHELLEY, CRIADORA DE FRANKENSTEIN, ETERNIZOU O NOSSO MEDO DO DESCONHECIDO

Drácula — Bram Stoker

Um sonho sobre “um vampiro rei levantando do túmulo” foi apenas uma das inspirações de Bram Stoker para a criação do legendário Conde Drácula. Antes disso, ele passou sete anos pesquisando folclore europeu e histórias de vampiros, com fortes influências das superstições da Transilvânia, área que hoje pertence à Romênia.

Alguns historiadores acreditam que a principal inspiração tenha sido o imperador Vlad III Drácula, também conhecido como “Drácula, o Impalador”. No entanto, o autor nunca fez menções específicas ao tirano, pegando emprestado apenas algumas informações isoladas e o nome da dinastia, é claro. 

Os maneirismos do personagem principal foram inspirados pelo ator Henry Irving, que comandava o Teatro Liceu, onde Stoker trabalhava. Os dois também eram amigos de longa data.

Naquela época, no final do século 19, um tema recorrente da literatura era a invasão da Inglaterra por criaturas fantásticas, normalmente vindas da Europa continental. Por isso, em seu lançamento, Drácula foi bem recebido, mas não se destacou muito das outras histórias de aventura. O sucesso veio mesmo no início do século seguinte, com a adaptação do livro para o cinema.

LEIA TAMBÉM: BRAM STOKER: 172 ANOS DO NASCIMENTO DO MESTRE DO MEDO CLÁSSICO

O Médico e o Monstro – Robert Louis Stevenson

Um sonho febril também serviu de estopim para a criação de mais um clássico do terror. Só que neste caso o escritor Robert Louis Stevenson estava tão envolvido no pesadelo que até repreendeu a esposa por tê-lo acordado de uma experiência tão fascinante.

O escritor sempre fora intrigado pela ideia de como a personalidade humana pode incorporar a alternância entre o bem e o mal, principalmente em uma história. O Médico e o Monstro foi escrito rapidamente por Stevenson, que estava acamado por causa de um quadro de hemorragia.

Uma das possíveis inspirações para a obra foi o amigo do escritor: Eugene Chantrelle, um professor francês que morava em Edimburgo. Chantrelle, que conduzia uma vida normal e pacata, fora condenado pelo assassinato de sua esposa, envenenada por ópio. A dualidade de comportamento do amigo pode ter servido de inspiração para os contrastes do Dr. Jekyll e da criatura Sr. Hyde.

LEIA TAMBÉM: ROBERT LOUIS STEVENSON: O CONTADOR DE HISTÓRIAS

Criaturas incontroláveis alimentam o medo

Assim como Frankenstein e Drácula, a criatura de Andrew Pyper também tem sua origem vinda do mundo dos mortos. Além disso, a dicotomia na personalidade, digna de Jekyll e Hyde, denota uma força incapaz de ser controlada, tanto pela humanidade como pelo próprio monstro – e é isso o que causa tanto medo.

Enquanto o ser humano for confrontado com forças que ele não saiba explicar ou controlar, existirá medo. E enquanto houver medo, contaremos com brilhantes histórias de terror capazes de nos deixar de cabelos em pé.

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

2 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

A Criatura + Brinde Exclusivo
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Os Condenados
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Box Trindade - DRK.X
R$ 169,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CuriosidadesMacabra

A macabra medicina dos médicos que fazem cirurgias em si próprios

Quem já precisou passar por uma cirurgia deve se lembrar bem de todos os cuidados...

Por DarkSide
Cesar Bravo From HellFilmesListas

O incrível mundo dos filmes que poderiam não ter existido

Se você está descobrindo o horror agora, ou mesmo se já o conhece há algum tempo e...

Por Cesar Bravo
CuriosidadesMagicae

A magia das árvores na bruxaria natural

Os seres humanos e as árvores compartilham uma relação muito especial. Ela já foi...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidades

5 Psicopatas interpretados por Evan Peters

ALERTA DE SPOILER: ESSE POST TEM SPOILERS DA SÉRIE AMERICAN HORROR STORY Os fãs de...

Por DarkSide
NovidadesSéries

Andor traz a revolução para o universo de Star Wars

Os fãs de Star Wars estão aos poucos expandindo o seu conhecimento sobre a Galáxia....

Por DarkSide