Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

CuriosidadesFilmes

Invocação do Mal 3: Conheça o Caso Arne Cheyenne Johnson

Ed e Lorraine Warren participaram do primeiro caso em que possessão demoníaca foi utilizada como defesa de um homicídio nos EUA.

O casal de demonologistas mais queridos dos darksiders deve voltar em breve aos cinemas. Após o adiamento da estreia por causa das forças malignas da pandemia, Invocação do Mal 3: A Ordem do Demônio deve estar disponível na metade de 2021 com mais um caso investigado por Ed e Lorraine Warren.

LEIA TAMBÉM: COMO ED & LORRAINE WARREN LIDARAM COM O CASO DA BONECA ANNABELLE

O casal participou de dezenas de milhares de casos envolvendo fenômenos paranormais e possessões demoníacas, como o da boneca Annabelle e a casa de Amityville. Alguns dos casos dos Warren já foram publicados pela Caveira em Ed & Lorraine Warren: Demonologistas, Ed & Lorraine Warren: Lugar Sombrio e Ed & Lorraine Warren: Vidas Eternas

No cinema, os filmes que focam no trabalho dos demonologistas são os da franquia Invocação do Mal, além de outras produções do mesmo universo, como Annabelle e A Freira. A terceira parte da franquia traz aos espectadores um caso malignamente inusitado: um assassinato supostamente provocado por uma possessão demoníaca.

O Caso Arne Cheyenne Johnson

Apesar do plot não ter sido divulgado em detalhes, sabe-se que a história real que inspirou o longa é o de Arne Cheyenne Johnson. Foi a primeira vez em que uma possessão demoníaca foi utilizada pela defesa em um tribunal dos Estados Unidos para tentar inocentar o acusado de um assassinato.

No dia 16 de fevereiro de 1981, Johnson e sua namorada Debbie Glatzel se reuniram com a irmã dele, Wanda, a prima de nove anos dela, Mary, e o senhorio deles, que também era o empregador de Debbie, chamado Alan Bono. Durante o almoço, eles beberam bastante e, em seguida, a namorada de Johnson levou as demais garotas para comprar pizza – mas quis voltar rapidamente temendo que algo ruim fosse acontecer.

Quando elas voltaram, Bono estava completamente embriagado e agitado. Todos saíram do recinto a pedido de Debbie, exceto Bono, que agarrou Mary e se recusava a soltá-la. Com isso, Johnson retornou ao cômodo e exigiu que ele soltasse a menina. A muito custo ele fez isso e Debbie tentou apaziguar os ânimos entre seu namorado e o senhorio. Ela e Wanda tentaram em vão afastar Johnson de Bono, que foi esfaqueado repetidas vezes pela faca de bolso de Arne Cheyenne Johnson. Ele morreu poucas horas depois.

Depois disso, o assassino foi encontrado a cerca de 3km do local do crime e conduzido ao centro de detenção de Bridgeport. Johnson alegava não ter lembrança nítida dos fatos. Em 1981 a cidade de Brookfield, em Connecticut, completaria 193 anos sem homicídios. 

No dia seguinte ao assassinato, Lorraine Warren informou à polícia de Brookfeld que Johnson estava possuído por um demônio quando o crime havia sido cometido. Houve muito furor da mídia em torno do caso, principalmente pelo envolvimento de Ed e Lorraine Warren. O advogado de defesa, Martin Minella, seguiu por esta linha para alegar a inocência de seu cliente, defendendo que ele só agiu daquela forma por causa da possessão – e que tinha provas.

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA LORRAINE WARREN, A MULHER QUE INSPIROU O UNIVERSO DE INVOCAÇÃO DO MAL

O envolvimento do casal Warren no caso

Analisando os fatos neste ponto da história parece um tanto surpreendente que Lorraine Warren se envolveria tão rapidamente no caso. Porém, ela e Ed já haviam tido contato com Johnson por causa de outro caso próximo de possessão demoníaca: de David Glatzel, o irmão de 11 anos de idade de Debbie.

Durante uma mudança, David viu um homem que ameaçou causar mal aos Glatzel. A família não levou o episódio muito a sério e achou que se tratava apenas de uma desculpa do garoto para não ajudar com as atividades. Porém, a partir deste dia coisas estranhas passaram a acontecer com ele.

Ele chutava, mordia, cuspia, falava palavrões horríveis e às vezes parecia estar sendo estrangulado por mãos invisíveis. A mãe do menino, Judy, também relatou que David acordava aos berros descrevendo um homem de olhos negros, rosto fino e características animalescas, como orelhas pontiagudas, chifres e cascos – o menino não tinha histórico de assistir a filmes de terror ou de inventar mentiras. Conforme os pesadelos pioraram, David acordava com hematomas e arranhões. Não demorou muito para que ele começasse a ver o homem assustador também durante o dia.

Durante este período, Debbie pediu que Johnson ficasse com ela e sua família, para ajudar David nesta “fase”. Eles chegaram a pedir ajuda para a Igreja Católica, que enviou um padre para abençoar o lar – aparentemente isso apenas irritou ainda mais o demônio. David começou a agir ainda mais estranhamente, com direito a sibilos, a falar com vozes diferentes e a citar a Bíblia. A família se revezava para observá-lo durante o sono, já que ele frequentemente acordava com convulsões.

Os Glatzel recorreram ao casal de demonologistas. Em uma entrevista à revista People, Lorraine declarou que enquanto Ed entrevistava o garoto ela viu uma névoa preta próxima a David, um sinal de que algo maligno o cercava. Os pais dele também buscaram ajuda psiquiátrica, que não encontrou nada fora do comum. Para os Warren estava nítido que se tratava de um caso de possessão demoníaca.

A diocese local admitiu que investigou o caso, mas nunca divulgou qualquer detalhe. Ed e Lorraine contaram com a ajuda de alguns padres para conduzir três “exorcismos menores”. Dizem que nestas sessões David levitou, xingou, parou de respirar e até mesmo previu o assassinato pelo qual Johnson seria condenado. Segundo Ed Warren, o garoto estava possuído por 43 demônios.

Em outubro de 1980 os Warren alertaram a polícia de que a situação se tornaria ainda pior. Ed afirmou que durante um dos exorcismos Johnson cometeu um erro crucial: ele se ofereceu aos demônios para que possuíssem o seu corpo no lugar do pequeno cunhado. Dizem que dias após este exorcismo um demônio atacou Johnson possuindo seu carro e lhe causando um acidente, do qual ele saiu ileso.

A situação de David piorou e Debbie decidiu que era hora de se mudar dali com seu namorado. Ela foi contratada por Alan Bono para trabalhar em um canil e, além disso, ele alugou um lugar para o casal morar. Logo depois disso, foi Johnson quem começou a agir de forma estranha: entrava em transe, grunhia e tinha alucinações. Não demorou muito para que começasse a ter lapsos de memória. Meses depois ocorreu o assassinato de Bono. 

O diabo no banco dos réus

Todo este histórico de problemas com demônios da família Glatzel foi reunido em um dossiê pelo advogado de Arne. O plano de Minella era intimar padres que participaram dos exorcismos para testemunharem na defesa de seu cliente. Porém, a estratégia virou motivo de piada para o júri e para a imprensa – que consultou parapsicólogos que contestariam esta narrativa.

O juiz designado para o caso, Robert Callahan, concordou em visualizar as provas de Minella. No entanto, descartou a tese da defesa sob o argumento de que tal hipótese seria impossível de provar. Como nenhum dos testemunhos da defesa tinha qualquer tipo de embasamento científico, eles não poderiam ser considerados para sustentar o veredicto. 

Johnson foi condenado a uma pena de 10 a 20 anos de reclusão, mas cumpriu apenas cinco anos. David continuou com problemas ao longo da vida, apesar dos episódios terem abrandado. 

O caso já foi abordado em séries documentais e no livro The Devil in Connecticut, de Gerald Brittle, que também escreveu Ed & Lorraine Warren: Demonologistas. O novo filme da franquia iniciada por James Wan será baseado no caso, mas ainda não se sabe com quanta fidelidade à história real. 

Confira o trailer final de Invocação do Mal 3:

LEIA TAMBÉM: OS 10 MELHORES CASAIS DO CINEMA DE TERROR E FANTASIA

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

6 Comentários

  • Camilla

    1 de março de 2021 às 18:31

    Caveirinha, quero um outro livro dos Warren na minha mesa u.u

    • DarkSide

      2 de março de 2021 às 10:43

      Por enquanto sem sinal do Outro Lado! Mas se a Caveirinha souber novidades vem correndo avisar.

  • Aline

    1 de março de 2021 às 19:08

    Quero ter todos os livros como Faso para pagar no boleto gosto muito de ler eses livros seres filmes e etc.

  • Luciana Pio

    1 de março de 2021 às 19:26

    As expectativas estão altíssimas para este novo filme. Já tenho os 3 livros. Pode mandar mais Caveira.❤️

    • DarkSide

      2 de março de 2021 às 10:43

      Caveirinha também na contagem regressiva pelo filme!

  • Mateus Feleol 🌵✨

    23 de abril de 2021 às 01:19

    Eu já estou ansioso pra isso! 😍

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Ed & Lorraine Warren - Demonologistas
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Ed & Lorraine Warren - Lugar Sombrio
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Listas

Crianças Malvadas: 3 livros sobre infâncias diabólicas

“O homem nasce essencialmente bom, mas a sociedade o corrompe”. Esta ideia se...

Por DarkSide
Séries

Stranger Things ganha novo trailer

A Netflix liberou o novo trailer da 4ª temporada de Stranger Things e, apesar de ter...

Por DarkSide
Séries

Lady Killer irá virar série na Netflix estrelando Blake Lively

Josie Schuller está pronta para ingressar no mundo das séries. Lady Killer, a...

Por DarkSide
DarksideFilmesListas

7 Histórias emocionantes sobre a busca pela família

Eddie é um adolescente que busca pela mãe, Darlene, em Sabor Amargo, romance de James...

Por DarkSide
LivrosQuiz

QUIZ: Qual linha editorial da DarkSide mais combina com a sua mãe?

O Dia das Mães está chegando. É tempo de celebrar o amor mais puro e sincero que já...

Por DarkSide