Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


ListasMedo Clássico

O Corvo: Poema de Edgar Allan Poe na cultura pop

As homenagens vão de Simpsons a Stephen King

Com pouco mais de 100 linhas, o poema “O Corvo”, publicado em 29 de Janeiro de 1845, trouxe um tom sombrio e musical para um fato inusitado e se tornou um dos mais conhecidos, se não o mais conhecido, poema da língua inglesa. Na época, Poe já se sustentava financeiramente apenas com sua escrita, trabalhando como editor e publicando seus contos com frequência.

O poema trata da chegada de um corvo à casa de um homem (provavelmente um estudante) e sua perturbadora repetição das palavras “nunca mais”, independente da pergunta que fosse feita a ele, o que parece levar o homem a um estado de quase loucura. O nome do homem não é mencionado em nenhum momento, mas o de sua amada é, Lenora, indicando que o pobre homem sofre por sua perda.

Ilustração de John Tenniel. Créditos: Old Books Illustrations

Neste poema, Poe faz uso de uma temática comum em suas obras, o sofrimento causado por uma mulher morta ou doente. O próprio Poe se encontrava neste estado de sofrimento por sua esposa, Virginia Clemm-Poe estar acamada após contrair tuberculose. Alguns estudiosos apontam a doença de Virginia como fonte de inspiração para o poema, que possui inúmeras interpretações possíveis.

LEIA TAMBÉM: CELEBRE O DIA DE EDGAR ALLAN POE

A inspiração para o uso do corvo falante veio do romance Barnaby Rudge: A Tale of the Riots of Eighty, escrito por Charles Dickens. O biógrafo Kenneth Silverman afirma que o corvo foi escolhido por ser uma criatura dotada de fala e que representaria uma “Lembrança Triste e Interminável”.

Na apresentação do poema, no jornal Evening Mirror, o editor escreveu que ele é “insuperável na poesia inglesa por sua concepção sutil, a engenhosa habilidade da versificação e consistência, sustentando a força imaginativa […] Ficará na memória de todos que o lerem”. E ele estava certo. O poema fez sucesso imediato e até hoje O Corvo ecoa na cultura popular. Prova disso é que o DarkBlog reuniu 10 das incontáveis referências feitas a ele, confira:

1. Os Simpsons

O desenho fez referência ao poema em seu primeiro especial de Halloween, o “Casa da Árvore do Horror”. No segmento dedicado a Poe, um corvo (Bart) invade a casa e assombra Homer, levando-o ao desespero.

Créditos: FX/Youtube

No episódio também são encontradas outras referências a Poe, como “O Barril de Amontilado” e um busto do autor na estante de livros.

2. Stephen King

O autor faz referência ao poema em pelo menos duas de suas obras:

Insomnia

No romance de King, visões (possivelmente) causadas pela falta de sono quase levam o protagonista à loucura. Ao analisarmos o poema de Poe, é possível notar que, logo no início, o protagonista parece estar cansado ou com sono, o que poderia justificar a sua visão do corvo, mas a referência mais direta ao poema é feita quando Ralph compara um presságio ao aparecimento de um corvo, como se fosse algo ruim e que levaria à loucura.

Black House

No romance escrito por King em parceria com Peter Straub, além da existência de um corvo falante, a 3ª parte da obra se chama “Night’s Plutonian Shore” (“Costa Plutoniana da Noite” em tradução livre), expressão usada por Poe em seu poema para dizer que o corvo é um mensageiro do submundo, por isso sua aparição está ligada à morte.

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA PETER STRAUB, AUTOR DO CLÁSSICO GHOST STORY

3. Neil Gaiman

O autor é outro que faz referência direta ao poema em pelo menos duas obras:

American Gods

Gaiman se inspirou na Mitologia Nórdica para criar seu personagem Odin, que possui 2 corvos chamados  Huginn (“Pensamento”) and Muninn (“Memória/Lembrança”).

Créditos: Screen Rant

Na série televisiva derivada do romance, o personagem Shadow Moon, ao encontrar um dos corvos, pede que ele diga “Nunca Mais”.

LEIA TAMBÉM: NEIL GAIMAN: “O QUE SE PASSA NA MINHA CABEÇA NÃO É O QUE VOCÊ EXPERIMENTA NA SUA CABEÇA.”

Sandman

A obra mais famosa de Gaiman também contém uma referência ao poema de Poe: um dos personagens que habita o Sonhar (o reino de Sandman) é um corvo falante chamado Matthew. Originalmente Matthew era um homem e foi transformado em corvo para que pudesse fugir da morte. 

Créditos: Neil Gaiman

Em um ponto da série, Matthew bate suas asas e exclama “Nunca Mais!”, mas informa que ele estava “sendo Peter Lorre naquele filme de Roger Corman”. O filme em questão é uma paródia do conto original gravado em 1963.

4. O Corvo (filme)

Eric Draven, o personagem principal do filme de 1994 (baseado na graphic novel publicada pela DarkSide® Books), ao arrombar a porta da loja de penhores de Gideon, exclama: “De repente, ouvi uma batida, como de alguém batendo suavemente, batendo na porta do meu quarto”, fazendo referência ao início do poema de Poe.

5. A Família Addams

Criada como uma série de tirinhas publicadas no jornal The New Yorker ainda na década de 1930, a Família Addams sempre foi conhecida por seu humor sombrio e ácido. Nos anos 1960 a série ganhou a televisão, alcançando um público ainda maior e entrando de vez para o coração de muita gente.

Com toda a atmosfera criada em torno do Addams, o mestre Poe não poderia ficar de fora. No episódio 1.2, de 1964, Morticia usa o poema “O Corvo” como uma canção de ninar para embalar o sono de seu filho, Feioso.

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA A ÁRVORE GENEALÓGICA DA FAMÍLIA ADDAMS

6. The Following

Na série estrelada por Kevin Bacon, um agente do FBI investiga uma série de crimes inspirada na Literatura de Poe.

A referência mais forte ao poema acontece quando o principal antagonista recita um trecho do poema como suas palavras finais.

LEIA TAMBÉM: 16 FILMES ADAPTADOS DA OBRA MACABRA DE EDGAR ALLAN POE

7. Calvin e Haroldo

Em 1988 a coleção “The Essential Calvin and Hobbes” publicou “A Nauseous Nocturne”, um poema ilustrado inspirado na obra de Poe.

Créditos: Bill Waterson

Na obra, Calvin culpa as histórias que estava lendo antes de dormir de assustá-lo e recorre ao seu amigo Haroldo para salvá-lo do monstro que se aproxima.

Poe é DarkSide® Books

Mais de duzentos anos após seu nascimento, Poe continua atual. Sua obra se mantém em catálogo por todos os continentes, nos mais diversos idiomas, e é tema comum em teses de mestrado. Do mundo acadêmico para a cultura pop, de tempos em tempos as histórias fantásticas do autor ganham novas adaptações no cinema, na TV e na literatura. Uma obra tão completa não poderia se limitar a um só volume.

No primeiro volume começamos a conhecer a fantástica casa de espelhos de Poe: suas máscaras e segredos, seu ímpeto aventureiro, suas mulheres etéreas e, é claro, seu corvo imortal.

No segundo volume exploramos seus devaneios sobre a finitude humana, o desamparo da perda e a solidão do nunca mais. Um capítulo extra apresenta cartas pessoais do autor. Uma rara oportunidade para o leitor conhecer o homem por trás da obra. Repleta de mistérios e cantos obscuros, a vida pessoal de Poe foi tão intrigante quanto suas narrativas mais fantásticas.

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Edgar Allan Poe: Medo Clássico Vol. 1
R$ 74,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Edgar Allan Poe: Medo Clássico Vol. 2
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
H.P. Lovecraft - Miskatonic Edition
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Crime SceneGraphic NovelLivros

3 Livros sobre Jeffrey Dahmer publicados pela DarkSide®

A série da Netflix sobre os crimes cometidos por Jeffrey Dahmer dão alguns insights...

Por DarkSide
DarkloveFilmes

Os paralelos entre A Mulher Rei e Ela Seria o Rei

O filme A Mulher Rei estreou em meados de setembro e apresenta Viola Davis como...

Por Dayhara Martins
ArtigoMagicae

A bruxaria é um ato político

“Eu sou bruxa.” Essas três palavrinhas sempre irão causar algum tipo de reação,...

Por DarkSide
FilmesHalloweenNovidades

Halloween está de volta aos cinemas

Uma das grandes certezas do universo do terror é a de que Michael Myers sempre...

Por DarkSide
CuriosidadesMacabra

A macabra medicina dos médicos que fazem cirurgias em si próprios

Quem já precisou passar por uma cirurgia deve se lembrar bem de todos os cuidados...

Por DarkSide