Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


Crime SceneListas

Os Sangrentos Bender: 5 Curiosidades sobre a família de serial killers

Kate Bender tem um capítulo próprio em Lady Killers

No fim do século XIX, o estado do Kansas, nos Estados Unidos, era um lugar para se reinventar. Muitos de seus habitantes eram foras da lei que saíam do norte e do leste em busca de um recomeço – para o bem e para o mal. Ir para o interior também era uma chance para famílias humildes e imigrantes conquistarem seu pedacinho de terra e tentarem a sorte. Foi o que os Bender fizeram.

LEIA TAMBÉM: LADY KILLERS PROFILE: SAIBA QUEM FOI BELLE GUNNESS

O casal se chamava John e Kate, e se mudaram com seus filhos, que bizarramente também se chamavam John e Kate. Descendentes de alemães e reservados, como nos costumes germânicos, eles não chamavam muita atenção da vizinhança. Mas ali se instalava o que até hoje é conhecida como a primeira família de serial killers dos Estados Unidos.

A filha, Kate, ganhou até um capítulo dedicado aos crimes dela e da família em Lady Killers: Assassinas em Série, de Tori Telfer. O mistério que cerca a família é justamente o que os tornou tão míticos no imaginário Crime Scene. Mas a Caveira escavou mais do que os corpos enterrados por eles para conhecer um pouco melhor este misterioso clã.

1. Ninguém sabia muito sobre eles

O sotaque evidenciava que os Bender eram de origem alemã, mas todo o resto era motivo de especulação e até mesmo o verdadeiro parentesco entre eles. Alguns diziam que os jovens eram marido e mulher, ou irmãos que também eram amantes. Houve até um boato de que eles teriam sido expulsos de uma colônia germânica na Pensilvânia por causa de bruxaria.

Porém, como naquela época o interior dos Estados Unidos era repleto de forasteiros deixando seus passados para trás, ninguém fez muita questão de saber mais sobre os Bender do que eles naturalmente revelavam. Os vizinhos apenas os consideravam estranhos e desagradáveis, mas isso não é necessariamente um crime, não é mesmo?

2. Eles usavam uma pousada como armadilha para suas vítimas

Como o local servia de passagem para muitos viajantes, os Bender montaram uma hospedaria. Bom, na verdade era um pequeno depósito com itens que os viajantes podiam comprar, como tabaco, biscoitos, sardinhas, doces, pólvora e balas, além de comida caseira. Mais ou menos como uma loja de conveniência primitiva. Quem resolvesse pernoitar precisaria se espremer entre os Bender.

Porém, os hóspedes eram surpreendidos em algum momento do jantar, quando a família os degolava e roubava seus pertences. Como os viajantes eram desconhecidos na região, ninguém dava pela falta das vítimas ou correlacionava seu desaparecimento à pousada dos Bender. As únicas coisas um pouco estranhas eram algumas manchas estranhas em uma cortina, o pomar arado com uma frequência excessiva e alguns hóspedes sobreviventes que ouviram uns grunhidos estranhos. Mas quem imaginaria que aquele abrigo no meio da viagem era na verdade um abatedouro?

LEIA TAMBÉM: LADY KILLERS: TORI TELFER FALA SOBRE ASSASSINAS EM SÉRIE

3. Kate dizia ser ocultista e oferecia serviços místicos

A jovem Kate Bender foi quem mais gerou falatório, tanto em vida como depois do desaparecimento da família. Na verdade, com os pais falando somente alemão e o comportamento esquisito do jovem John, ela era a única considerada normal. Diziam até que ela tinha uma inteligência acima da média e que era o cérebro da família.

Créditos: Wikimedia Commons

O charme de Kate sempre voltava para o lucro e ela chegou a trabalhar como garçonete em um hotel, de onde deveria receber polpudas gorjetas. Mas uma característica peculiar era a sua crença no espiritualismo. Além de alardear suas tendências espiritualistas, ela oferecia serviços neste ramo, fornecendo leituras místicas, dispondo-se a encontrar objetos perdidos, curando doenças com ervas e raízes, e vendendo feitiços por escrito. Kate tinha até um panfleto de divulgação.

Quando um coronel veio investigar o desaparecimento de uma das vítimas da família, Kate ofereceu serviços mediúnicos para localizar o desaparecido, mas o homem não mordeu a isca.

4. Os Bender só viraram suspeitos após dois anos de matanças

Foi justamente o desaparecimento deste homem que levantou suspeitas sobre as atividades dos Bender. O dr. William York era uma pessoa influente e com dois irmãos muito poderosos: o senador Alexander M. York e o coronel Ed York, um veterano da Guerra Civil, a quem Kate ofereceu seus serviços. A notícia do desaparecimento do dr. York se espalhou rapidamente e a hospedaria dos Bender ficava perto de sua casa.

Durante a busca, percebeu-se que muitas pessoas tinham desaparecido por aqueles arredores nos últimos dois anos – o que coincidia com o tempo em que os Bender haviam se mudado. Diversos fazendeiros ofereceram seus terrenos para serem vasculhados. Isso colocou os Bender em movimento, fazendo com que os quatro desaparecessem com sua carroça, o cachorro e os pertences de suas vítimas

Levou semanas para que os vizinhos percebessem que havia algo errado na propriedade daquela família, com os animais deixados para trás. Descobriram o alçapão que levava a um porão coberto de sangue e os corpos enterrados no pomar. Só não descobriram o paradeiro dos assassinos.

5. O desaparecimento da família rende especulações até hoje

A busca pelos Bender rendeu muitas especulações, buscas furiosas em colônias próximas, mas nenhum sucesso. O estado do Kansas até ofereceu uma recompensa de 2 mil dólares a qualquer um que entregasse os fugitivos à Justiça.

As notícias sobre os crimes da família se espalharam, e logo pessoas relatavam terem visto os Bender em Nova Orleans, Nova York, na Cidade do México, em Havana e até mesmo em Paris. A paranoia era tão grande que um teatro em certo momento chegou a expor um casal alegando serem o pai e a mãe Bender, mas ninguém provou a identidade destas pessoas.

Dezesseis anos após a descoberta dos crimes, duas mulheres foram presas em Michigan por suspeita de serem a mãe e a filha. Elas foram arrastadas para o Kansas para enfrentar um julgamento, mas ninguém conseguia definir se elas eram realmente as assassinas. Sem comprovação, as mulheres foram liberadas.

Um dos entraves para identificar as acusadas era que muitos cidadãos do Kansas tinham certeza de que os Bender haviam sido mortos em 1873, quando sua carroça foi descoberta cravada de balas. Muitos homens estavam ávidos para reivindicar a glória de ter matado a família de serial killers e muitos fizeram declarações afirmando terem feito isso, mas até hoje não se sabe qual foi o destino dos Bender.

LEIA TAMBÉM: 5 FILMES PARA QUEM ADOROU LADY KILLERS

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Lady Killer - Graphic Novel +Brinde Exclusivo
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
LançamentoMagicae

Lançamento: Dicionário dos Sonhos, de Gustavus Hindman Miller, Linda Shields e Lenore Skomal

Nossos sonhos são portais para o inconsciente, uma linguagem espiritual para desvendar...

Por DarkSide
LançamentoMagicae

Lançamento: Manual Prático das Auras, de Cassandra Eason

As cores e as emoções possuem paralelos que são muito comuns na nossa comunicação...

Por DarkSide
LançamentoMagicae

Lançamento: Manual Prático da Wicca, de Cassandra Eason

Os primeiros passos em um novo universo são, quase sempre, acompanhados por muitas...

Por DarkSide
LançamentoMagicae

Lançamento: Inútil Magia, de Florence Welch

“Canções podem ser incrivelmente proféticas, como mensagenssubconscientes ou...

Por DarkSide
Crime SceneListas

8 Filmes noir para assistir no streaming

Marcado pelo suspense e o tom sombrio, o noir se tornou bem popular nas décadas de...

Por DarkSide