Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

Darklove

Saga Wayfarers: O guia das espécies criadas por Becky Chambers

Relembre a diversidade de personagens desta história intergaláctica

Até mesmo a mais fantasiosa das ficções científicas tem muito a nos ensinar sobre a vida na Terra e como nos relacionamos uns com os outros. Este é o contexto da saga Wayfarers, da escritora Becky Chambers.

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA BECKY CHAMBERS, AUTORA DA SAGA WAYFARERS

Com três livros já publicados no Brasil, as histórias de A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil, A Vida Compartilhada em uma Admirável Órbita Fechada e Os Registros Estelares de uma Notável Odisseia Espacial guiam o leitor através de galáxias e de suas espécies inimagináveis.

Apesar da fisiologia e bagagem cultural tão diferentes das nossas, os personagens criados por Becky Chambers são carregados de humanidade, no melhor sentido da palavra. Ao colocar seres distintos em uma mesma nave, a autora levanta o debate sobre diversidade, sexualidade, amizade, pertencimento, valores sociais, aceitação e coexistência.

Guia de espécies da Comunidade Galáctica (CG)

A diversidade é tão grande nos livros de Chambers, que vez ou outra o leitor corre o risco de se esquecer de algum detalhe ou particularidade em relação a algum personagem. Para dar aquela força na memória dos Darksiders, a Caveira montou um guia com as principais espécies mencionadas nos livros.

Aandriskanos

Uma das três espécies fundadoras da Comunidade Galáctica. Seu país de origem é Hashkath e seu idioma é o reskitkish. Aandriskanos são reptilianos, cobertos por escamas azuis ou verdes e possuem aspectos achatados. São andróginos, mais altos que os humanos, possuem coxas grandes e musculosas e mãos e pés com garras. Sua cabeça é coberta por penas multicoloridas, que eles entregam àqueles que lhes tocaram profundamente.

Aandriskanos são bem abertos e até mesmo promíscuos em relação ao sexo. As crianças da espécie não são consideradas seres completos até que suas penas cresçam. É uma espécie que não tem o costume de sentir luto diante da morte, principalmente por causa do elevado número de ovos que nunca chegam a ser chocados.

As estruturas familiares destes seres mudam ao longo da vida: quando crianças são criados pela sua “família de ninho” e quando se lançam no mundo encontram sua “família de asas”, ou seja, os amigos com quem decidiram partilhar a vida. Quando estão velhos retornam para a sua “família do lar” para criarem as crianças. Ou seja, as crianças não são criadas por seus pais biológicos, e sim pelos anciões da espécie. A personagem aandriskana mais conhecida é Sissix.

Aeluonianos

Créditos: Jennifer Hawkyard / wayfarersfandom.com

Esta poderosa espécie é conhecida por sua tecnologia avançada, principalmente na área de armamentos. Possuem pele prateada e escamosa, são carecas, possuem olhos grandes e bocas pequenas. Não costumam se relacionar com seres de outras espécies porque as fêmeas aeluonianas costumam ficar férteis apenas três vezes ao longo de toda a vida – o que os leva a tratar a reprodução como um assunto muito sério. Eles até possuem um festival para estimular o acasalamento.

São seres surdos e mudos e costumam se comunicar entre si por meio de manchas na pele localizadas em suas bochechas, que mudam de cor rapidamente. Para se comunicar com outras espécies, os aeluonianos implantaram emuladores de voz em suas gargantas, além de implantes capazes de captar o som e traduzi-lo de maneira compreensível aos seus cérebros. Os personagens aeluonianos mais conhecidos são a capitã Pei e Tak.

Akaraks

Créditos: FireChiken732 / wayfarersfandom.com

Esta espécie que compõe a Comunidade Galáctica tem aparência parecida com a dos pássaros e são conhecidos por seguir um rigoroso código moral. No passado, eles foram colonizados e escravizados pelos harmagianos. Por causa disso, os akaraks se tornaram um povo pobre e muitos deles recorrem ao crime e à pirataria para sobreviver. Em A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil, um grupo de piratas akaraks assaltam a Andarilha.

Grums

Grandes e arredondados, com bochechas que se parecem com balões e longos bigodes de gato, os grums são uma espécie com poucos representantes ainda vivos. Eles possuem traqueias ramificadas e seis esquemas de cordas vocais. Frequentemente eles vocalizam sons que comunicam seus pensamentos e emoções a outras espécies

Esta espécie é capaz de trocar de sexo biológico ao longo da vida. Começam com o sexo feminino, transicionam para o masculino e acabam em uma espécie de meio-termo. O personagem grum mais conhecido é Dr. Chef.

Harmagianos

Uma das espécies mais poderosas e ricas da Comunidade Galáctica. Têm bolhas e se parecem com moluscos, possuem pele amarela e machos e fêmeas podem ser distinguidos pelas manchas em suas costas. São conhecidos por serem fisicamente intimidadores e, por serem invertebrados, acabam se deslocando devagar. Para acompanhar as outras espécies, os harmagianos usam uma espécie de carro motorizado.

Antes da criação da Comunidade Galáctica, os harmagianos tinham um vasto império, escravizando espécies menos evoluídas tecnologicamente. Eles participaram de uma longa e sangrenta guerra contra os aeluonianos e, quando negociaram a paz, fundaram a CG. Normalmente os harmagianos não dormem e conduzem a vida de maneira contínua.

LEIA TAMBÉM: BECKY CHAMBERS FALA SOBRE SUAS INFLUÊNCIAS E PAIXÕES NA LITERATURA DE FICÇÃO CIENTÍFICA

Larus

Créditos: FireChiken732 / wayfarersfandom.com

Larus são uma espécie de mamífero que faz parte da Comunidade Galáctica. Eles possuem um pelo vermelho bem grosso e longos pescoços. Podem caminhar sobre duas ou quatro patas (sobre quatro patas eles têm a altura de um humano de estatura alta). Os larus não têm um gênero definido e o escolhem apenas quando atingem maturidade. Apesar de serem conhecidos por sua alta sensibilidade e boa relação com outras espécies, são alérgicos a aandriskanos.

Quelins

Créditos: FireChiken732 / wayfarersfandom.com

Dizem que esta espécie de artrópode azul com múltiplas patas só foi aceita na CG para que os harmagianos tivessem acesso aos seus recursos. Em A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil, Rosemary os descreve como “lagostas centauros”. Os quelins são altamente burocráticos e xenofóbicos, tendo leis bem restritas contra relacionamentos com outras espécies e clonagem.

Sianats

Esta reclusa espécie da CG é conhecida por ser infectada com um vírus chamado Sussurro, venerado por eles como se fosse um deus. Os sianats infectados passam a ser referidos como sianat Pares e são referenciados no plural. Graças ao Sussrro, os sianats têm sua função cerebral alterada, permitindo que eles entendam intuitivamente a natureza multidimensional do espaço. Os sianats solitários são aqueles que se curaram do vírus, mas são encarados como hereges pela própria espécie. Um personagem sianat é Ohan.

Toremis

Os toremis são os residentes de Hendra Ka, o planeta para onde a Andarilha se destina em A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil. São belicistas e bem territorialistas, rejeitando qualquer contato com outras espécies e frequentemente guerreando entre si. Para se ter uma ideia, qualquer divergência de opinião é motivo para criar grupos extremistas e conflitos. Apesar de estarem totalmente fora da Comunidade Galáctica, a CG tenta formar uma aliança controversa com os toremis com intenções comerciais e para ter acesso aos recursos deles. 

LEIA TAMBÉM: SÉRIE WAYFARERS: A FICÇÃO CIENTÍFICA COM REPRESENTATIVIDADE

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil
R$ 54,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Crime SceneFilmesSéries

Raphael Montes: Das páginas para as telas

Raphael Montes sempre demonstrou seu interesse pela Literatura e, embalado por livros...

Por DarkSide
HalloweenLançamentoMacabra

Lançamento: Halloween – O Legado de Michael Myers, de Dustin McNeill e Travis Mullins

A Macabra Filmes, em parceria com a DarkSide® Books, realiza um sonho antigo da...

Por Macabra
Graphic NovelVários

Stephen King assombra o mundo há 74 anos

Stephen King é um dos maiores mestres do terror e vem aterrorizando gerações com...

Por DarkSide
Dark HouseDarksideLançamento

Dark House: Uma coleção de casas diabolicamente assombradas

Para celebrar nove anos de histórias assombrosas, a Caveira convida os darksiders a um...

Por DarkSide
DarksideLançamento

Nova edição: Amityville, de Jay Anson

Depois de passar um período fechada, a propriedade no número 112 da Ocean Avenue...

Por DarkSide