Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


FilmesHalloweenMacabra

Scream Queens em Família: Jamie Lee Curtis e Janet Leigh

O terror unindo gerações

Dizer que Halloween e Psicose são filmes família é uma afirmação estranha. Mas de certa forma, as produções têm um parentesco: suas heroínas. Jamie Lee Curtis, a Laurie Strode perseguida por Michael Myers, é filha de Janet Leigh, a Marion Crane assassinada na icônica cena do chuveiro.

Separados por dezoito anos, os dois filmes se tornaram verdadeiros clássicos do cinema de terror, só que com propostas em direções diferentes. Psicose surgiu de um Alfred Hitchcock entediado com o próprio sucesso e disposto a fazer algo realmente empolgante para o cinema, mesmo que isso lhe custasse o seu prestígio nos circuitos mais comerciais. Já Halloween foi a grande revelação de John Carpenter como um talentoso diretor de Hollywood.

Duas apostas arriscadas que deram super certo, pode-se afirmar que Psicose tem até alguma participação no sucesso de Halloween. Com um orçamento bem limitado, o nome de Jamie Lee Curtis foi certeiro para ajudar a impulsionar a produção sem custo adicional. Na época ela ainda era uma atriz estreante, mas o fato de ser filha de Leigh e do astro Tony Curtis com certeza deu um empurrãozinho.

Créditos: Jim Smeal / Ron Galella Collection via Getty Images

Claro que só o sobrenome não faria isso sozinho, foi o talento de Curtis ainda adolescente que ajudou a tornar Halloween um filme tão respeitado até hoje. A garota era uma verdadeira força da natureza, e com talento, dedicação e uma alma espirituosa cativou audiências com Laurie Strode – uma virtude que a atriz carrega até os dias de hoje, como pudemos conferir de perto nas mais recentes produções da franquia.

LEIA TAMBÉM: HALLOWEEN – O LEGADO DE MICHAEL MYERS, DE DUSTIN MCNEILL E TRAVIS MULLINS

Seguindo os passos da mãe dentro e fora dos sets

Mesmo criada em uma família de atores, Jamie Lee Curtis nem cogitava seguir os passos dos pais. “Eu nunca pensei em ser atriz. Achava que iria me tornar uma policial”, disse à revista People. Ela relembrou que mal passou pelo ensino médio e conseguiu entrar numa faculdade em que sua mãe era a formanda mais famosa, e estudou ciências criminais. Quando estava no primeiro ano, alguém sugeriu que ela fizesse um teste para o papel de Nancy Drew. “Foi um completo acidente.”

Créditos: Ryan Green – © Universal Pictures

A ideia de se tornar atriz veio acompanhada da inspiração que ela tinha ao observar o trabalho da mãe, que além de trabalhar como atriz dedicava-se a atividades filantrópicas. Ela tinha uma organização com algumas amigas que eram esposas de astros do cinema e arrecadavam fundos para a caridade, principalmente para a causa infantil.

Isso motivou Jamie Lee Curtis a seguir os passos de Leigh e também se dedicar a estas causas. “A filantropia me ajudou a me encontrar. Aos 30 anos, eu comecei a ter minha própria voz para ajudar em determinadas áreas.” A dedicação a ajudou a ficar sóbria de seu vício em analgésicos e lhe motivou a escrever livros infantis. “Agora estou dedicando meu dinheiro, meu tempo e minha criatividade às coisas que são importantes para mim.”

Além das scream queens de Psicose e Halloween

Jamie Lee Curtis é um ano mais velha do que Psicose, mas mesmo assim levou certo tempo até assistir sua mãe na icônica cena do chuveiro. Ao site do Entertainment Tonight, ela disse que quando era uma jovem atriz costumava dizer que tinha assistido ao filme, mas só foi realmente sentar para ver Psicose depois de adulta

Créditos: Getty Images

Mesmo com a demora para assistir sua mãe em um de seus mais memoráveis papéis, Curtis afirmou ter gostado da experiência. “É um filme incrível, simplesmente um clássico. Não apenas a execução do filme como forma de arte, mas o jeito com que ele foi lançado”, referindo-se às restrições de entrar na sala de cinema após o início do filme e ao controle para que não houvesse spoilers sobre as reviravoltas da trama.

Janet Leigh foi premiada com o um Globo de Ouro e indicada a um Oscar de Atriz Coadjuvante por sua atuação como Marion Crane. Apesar de isso ter lhe permitido outros rumos no cinema, ela acabou retornando ao gênero do terror, até mesmo nos últimos anos de sua carreira.

Mãe e filha dividiram os sets em dois filmes de John Carpenter: A Bruma Assassina e Halloween H20: Vinte anos depois. Janet Leigh faleceu em 2004, aos 77 anos. Sua performance tem um impacto significativo no gênero do terror até hoje, principalmente por causa da cena do chuveiro. 

Créditos: Jaquin Sedillo / via @curtisleejamie

Janet Leigh e Jamie Lee Curtis formam uma família de scream queens de respeito, daquelas que quebraram os padrões do terror. Seja com uma morte prematura de sua personagem ou como uma final girl que perdura por décadas, elas têm lugar certeiro nos coraçõezinhos tenebrosos dos darksiders. 

LEIA TAMBÉM: 7 CURIOSIDADES SOBRE OS BASTIDORES E O LANÇAMENTO DE PSICOSE

Jamie Lee Curtis homenageia a mãe

A pré-estreia de Halloween Kills em Los Angeles (12/10) teve uma surpresa preparada por Jamie Lee Curtis: a atriz vestiu-se como Marion Crane, personagem de sua mãe, Janet Leigh, em Psicose.

Créditos: Insider

O figurino também contou com uma cortina de banheiro ensanguentada, referência direta à cena mais famosa do filme que em Marion é atacada por Norman Bates (Anthony Perkins).

LEIA TAMBÉM: TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DE ASSISTIR HALLOWEEN KILLS

Sobre Macabra

Macabra Filmes é a fazenda do terror. Compartilhamos o horror e a beleza, a vida e a morte. Brindamos com sangue as alegrias de existir. Cultivamos o primeiro suspiro, o abrir de olhos, o frio na espinha, o grito na montanha russa, o crepúsculo e a eterna escuridão. Para nós, o medo é natural — e a vida, um presente sobrenatural. É puro terror. 100% macabra.

Website

1 Comentário

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Psicose - Limited Edition + Brinde Exclusivo
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Graphic NovelListasMedo Clássico

Da obsessão à inspiração: As principais influências de H.P. Lovecraft

Passado quase um século desde a publicação de suas obras, hoje é difícil imaginar...

Por DarkSide
Dark House

As sinistras colaborações de Michael McDowell e Tim Burton

Michael McDowell tinha uma ideia muito bem definida quanto ao seu legado: nunca...

Por DarkSide
Darklove

Kerri Maniscalco: Novos livros chegarão ao Brasil

Os DarkSiders pediram e a Caveira ouviu: As bruxas de Kerri Maniscalco chegam na...

Por DarkSide
Coven MagicaeMagicae

Respeita a bruxa que habita teu ser

Você já se perguntou o que eu estou fazendo aqui? É tanta coisa que a gente vive,...

Por Devaneio da Bruxa
Graphic NovelListas

Uma Dobra no Tempo: 5 curiosidades sobre a autora Madeleine L’Engle

Madeleine L’Engle foi uma mulher à frente do seu tempo e suas obras atravessaram...

Por DarkSide