Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


DarkloveNovidades

Tudo que sabemos sobre o novo A Pequena Sereia

Prepare-se para mergulhar na nova versão do clássico da Disney

O lançamento do teaser para a versão live-action de A Pequena Sereia movimentou a internet nos últimos dias. O vídeo de um minuto que mostra um trecho da música “Part of your world”, um dos hinos de princesas Disney, conferiu uma prévia encantadora do que vem por aí.

LEIA TAMBÉM: A PEQUENA SEREIA & O REINO DAS ILUSÕES: RELEITURA NA HORA CERTA

No vídeo, conseguimos ver pela primeira vez como ficará não apenas o visual de Halle Bailey como Ariel, mas já sentimos a emoção que a atriz, que também é uma estrela do R&B, irá conferir à personagem. Isso sem contar a emoção do público:

O novo filme traz pela primeira vez uma princesa negra entre as clássicas da Disney. Em 2009 tivemos Tiana em A Princesa e o Sapo, mas entre o panteão clássico, formado por Branca de Neve, Cinderela, Aurora, Ariel e Bela, tínhamos apenas personagens brancas. Halle Bailey se mostrou maravilhada com as reações apaixonadas que sua personagem já está causando entre meninas negras de todo o mundo.

Além de quebrar um paradigma histórico do estúdio, o novo A Pequena Sereia tem outra grande responsabilidade: honrar o legado de Ariel e seus amigos. O longa foi lançado em 1989 em um movimento arriscado de resgatar a tradição dos filmes de princesa da Disney, após o fracasso de A Bela Adormecida, de 1959, que deixou um hiato de trinta anos sem produções desse tipo. 

A Pequena Sereia é considerado um marco na “Renascença” do estúdio, abrindo caminho para longas de sucesso como A Bela e a Fera, Aladdin, O Rei Leão e tantas outras produções que estouraram as bilheterias nos anos 1990. Será que a nova versão conseguirá um efeito semelhante diante da nova onda de remakes live-action da Disney?

A Pequena Sereia
Disney/Divulgação

Para segurar a nossa empolgação, a Caveira mergulhou em tudo o que sabemos até agora sobre o novo longa:

Data e forma de lançamento

A Pequena Sereia será lançado nas salas de cinema em 26 de maio de 2023. A produção não foi atrasada por causa da pandemia de covid-19 e deve estrear somente nas telonas. 

Até o momento a Disney não anunciou se o longa também poderá ser comprado para assistir na Disney+. Conforme os cinemas se recuperam da pandemia, o estúdio parou as estreias simultâneas nesse formato. É provável que o filme seja lançado no serviço de streaming em uma data posterior à exibição nos cinemas.

Quem está no filme

Halle Bailey, é claro! A escolha da cantora/atriz foi, segundo o diretor Rob Marshall, “uma rara combinação de espírito, coração, juventude, inocência e essência, além de uma gloriosa voz” — qualidades essenciais para a personagem. Sobre as críticas que surgiram por causa da cor de sua pele, Bailey garante que não se deixa abalar pela negatividade on-line. E os vídeos de reações que acabamos de ver mostram que ela está certíssima!

Halle Bailey
Créditos: Jordan Strauss/Invision/AP

O britânico Jonah Hauer-King será o príncipe Eric. O ator é conhecido por papéis em filmes como The Last Photograph, A Caminho de Casa e pelas minisséries Howards End e Little Women

A diabólica bruxa do mar, Ursula, será interpretada por Melissa McCarthy, conhecida principalmente do mundo da comédia por suas personagens em Missão Madrinha de Casamento e Caça-Fantasmas, mas que também entrega belas performances dramáticas como em Poderia me Perdoar? e na série Nove Desconhecidos.

Javier Bardem será o Rei Tritão, pai de Ariel e soberano de Atlântida. Sebastião, o siri preocupado que é conselheiro do rei, mas que também ajuda Ariel, receberá a voz de Daveed Diggs, enquanto Linguado será dublado por Jacob Tremblay, de O Quarto de Jack. Por fim, a gaivota que também ajuda Ariel, será dublada por Awkwafina (será que traduzirão o nome de Sabidão para Sabidona?).

Da direção de Rob Marshall podemos esperar sua vasta experiência em musicais deslumbrantes. Ele também dirigiu produções como Chicago, O Retorno de Mary Poppins e Caminhos da Floresta.

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA AS DIVERSAS ORIGENS DOS CONTOS DE FADAS

Diferenças e semelhanças em relação ao original

Como sabemos, a nova versão é baseada na animação de 1989 da Disney, que se distancia bastante do original de Hans Christian Andersen. Muitas das canções que encantaram o público estarão lá, como “Part of your world”, que já conseguimos dar uma espiada. “Under the sea” ganhou o Oscar® naquela época, então é bem provável que esteja aqui também. 

Porém, o próprio Marshall já avisou que nem todas serão uma recriação do original, com “Part of your world” sendo interpretada uma oitava acima da música de 1989. Segundo o diretor, isso não apenas amplia a emoção da personagem como enaltece o potencial vocal de Bailey e toda a paixão que ela imprime à canção.

Considerando a experiência do diretor com musicais, não será surpresa nenhuma se canções inéditas pipocarem. Aliás, elas são mais do que esperadas, uma vez que Lin-Manuel Miranda e Alan Menken uniram forças para compor novas músicas. Miranda garantiu que as melodias de Sebastião estarão lá tal qual aparecem na animação, pois ele gosta demais delas para mudar qualquer coisa.

É legal lembrar que diferenças da obra original obviamente irão existir, uma vez que a Disney mudou bastante coisa em relação à obra do autor de A Rainha da Neve. Quem quer conferir de perto o original não pode deixar de ler Princesas Dark, uma coletânea dos contos clássicos e todos os seus desdobramentos sinistros.

A personagem do dinamarquês já inspirou incontáveis versões e releituras, duas delas a Caveira teve a honra de publicar no Brasil. Em A Pequena Sereia e o Reino das Ilusões, Louise O’Neill confere uma perspectiva feminista à história. Já o livro O Mundo Invisível Entre Nós, de Caitlín R. Kiernan, a sereia ganha uma releitura “punk-rock febril”, segundo as palavras da própria autora, no conto “Lágrimas Sete Vezes Sal”.

Releituras de A Pequena Sereia

Por mais que a Caveira prefira a abordagem sinistra de Andersen e as versões mais modernas de O’Neill e Kiernan, a Ariel da Disney sempre terá um lugar nos nossos corações trevosos. Pode avisar a Halle Bailey que nós já estamos prontos para fazer parte do mundo dela também.

LEIA TAMBÉM: SOMBRIAS E REFLEXIVAS: CONHEÇA AS RELEITURAS DARK DE A PEQUENA SEREIA

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

A Rainha da Neve + Brinde Exclusivo
R$ 44,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Princesas Dark + Brinde Exclusivo
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesListasNovidades

8 Produções para ficar de olho em outubro na Netflix and Chills 2022

Outubro está entre nós e com ele todas as expectativas para o mês mais trevoso do...

Por DarkSide
Crime SceneGraphic NovelLivros

3 Livros sobre Jeffrey Dahmer publicados pela DarkSide®

A série da Netflix sobre os crimes cometidos por Jeffrey Dahmer dão alguns insights...

Por DarkSide
DarkloveFilmes

Os paralelos entre A Mulher Rei e Ela Seria o Rei

O filme A Mulher Rei estreou em meados de setembro e apresenta Viola Davis como...

Por Dayhara Martins
ArtigoMagicae

A bruxaria é um ato político

“Eu sou bruxa.” Essas três palavrinhas sempre irão causar algum tipo de reação,...

Por DarkSide
FilmesHalloweenNovidades

Halloween está de volta aos cinemas

Uma das grandes certezas do universo do terror é a de que Michael Myers sempre...

Por DarkSide