Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


CuriosidadesGraphic NovelListas

Vampiros made in Brazil: Conheça 7 personagens

Criatura lendária também possui representantes nacionais

Quando se fala em vampiros, geralmente lembramos da Romênia e seu Conde Drácula ou ainda da Inglaterra vitoriana, que tinha esse gosto peculiar pelo macabro. Curiosamente, a Irlanda foi um dos principais berços para essas criaturas no mundo literário, foi de lá que Bram Stoker criou seu Drácula e, décadas antes, Sheridan Le Fanu criou Carmilla, uma das mais influentes vampiras da cultura pop.

LEIA TAMBÉM: QUEM FORAM AS PRIMEIRAS VAMPIRAS DA LITERATURA?

Mas e no Brasil? Quem são os vampiros brasileiros? Onde vivem e do que se alimentam (além de sangue, é claro)? Engana-se quem pensa que o mito chegou às nossas terras apenas após a colonização europeia. Os povos que viviam aqui em tempos pré-colombianos já cultivavam histórias sobre morcegos sanguinários e índios brasileiros com hábitos noturnos que saíam por aí degolando pessoas em trajes de morcego.

Porém, do século XIX para cá, quando vampiros fictícios começaram a surgir, os personagens acabaram adotando características já consagradas no Velho Mundo, principalmente após a popularidade de Drácula. Para conhecer melhor os vampiros Made in Brazil, a Caveira separou alguns personagens que marcaram a literatura e a cultura pop no país:

1. Zé Vampir

É inegável a influência dos quadrinhos da Turma da Mônica no desenvolvimento de diversas gerações de brasileiros. É bem provável que muitos darksiders começaram a compreender o seu chamado às trevas por meio das histórias da Turma do Penadinho, que se passavam em um cemitério e reuniam personagens como fantasmas, lobisomens, múmias, caveiras e, claro, vampiros.

José Vampiro Vampir, conhecido por todos nós como Zé Vampir, é inspirado nos elegantes vampiros de Hollywood. Ele tem aproximadamente 300 anos de idade e vem de uma longa linhagem de vampiros, que teriam parentesco com o vizinho de tumba do próprio Drácula. Zé Vampir tem uma característica meio galanteadora e vive ameaçando morder pescoços no Bairro do Limoeiro, mas geralmente se dá mal em suas investidas. 

Imagem: MSP

2. Branca Holibachis

A história da ficção vampiresca brasileira que se tem conhecimento começou no século XIX, possivelmente através do poema “Otávio e Branca: A Maldição Materna”. A obra foi escrita em 1849 por João Cardoso de Meneses e Sousa, o Barão de Paranapiacaba

A figura vampiresca de Branca aparece de maneira mais sugestiva do que literal, manifestando-se através de uma maldição hereditária. Na história, os personagens que dão nome à trama morrem jovens e amaldiçoados, ficando propensos a vagar entre os mundos.

LEIA TAMBÉM: DRÁCULA AO LONGO DAS DÉCADAS: UMA CRONOLOGIA IMORTAL

3. Issira

Muito antes de Anne Rice escrever sobre a vampira egípcia Akasha, Júlia Lopes de Almeida criou uma princesa egípcia sedenta por sangue no conto “A Neurose da Cor”. A escritora empregava um tom gótico em diversos de seus escritos, criando um terror bem peculiar. 

Para Issira, Júlia Lopes de Almeida focava muito mais na personagem do que na erotização para prender os leitores. As características vampirescas também ainda eram bem sutis. O conto está na coleção Medo Imortal, da DarkSide® Books.

medo imortal

4. Bento Carneiro

Um dos maiores humoristas do país também deixou suas presas de vampiro na memória das pessoas. Um dos muitos personagens do programa Chico Anysio Show era Bento Carneiro, o Vampiro Brasileiro. O personagem satírico era decadente e subnutrido e vivia em estado de miséria em seu castelo, acompanhado do seu ajudante Calunga. 

Com um sotaque bem carregado, ele frequentemente era incomodado por forasteiros que encontravam seu caixão. O vampiro tentava usar seus poderes para punir os intrometidos, mas os resultados eram sempre desastrosos, o que lhe deixava apenas a possibilidade de rogar pragas, em especial o bordão “minha vingança será maligna”.

Uma curiosidade sobre o personagem é que seu nome foi inspirado no personagem caubói Beto Carrero, interpretado por João Batista Sérgio Murad. Ele e Chico Anysio eram amigos próximos.

bento carneiro
Acervo/TV Globo

5. Mirza

Em 1967 o quadrinista Eugênio Colonnese criou Mirza, a Mulher Vampiro. A personagem foi marcada pela erotização, que na época era bem popular nesse tipo de história de terror. 

Na trama, Mirela Zamanova é a sétima filha de um nobre polonês cuja linhagem foi amaldiçoada. Após sua transformação, adotou o nome de Mirza e passou a vagar por metrópoles de todo o mundo, frequentemente se deparando com outras criaturas sobrenaturais. 

6. Natasha

Quem cresceu nos anos 1990 provavelmente foi marcado pela novela Vamp, que trouxe um tom sombrio para o segmento das novelas das sete. Sua protagonista era Natasha (Cláudia Ohana), uma cantora de rock que vendeu a sua alma ao terrível conde Vladymir Polanski (Ney Latorraca), mais conhecido por Vlad, que era líder dos vampiros. 

Com uma trama marcada por amores de vidas passadas e maldições com rituais específicos para serem quebradas, Vamp trouxe um pouco da atmosfera da Transilvânia para o litoral carioca na fictícia cidade de Armação dos Anjos.

natasha vamp
Acervo/TV Globo

7. Bóris Vladescu

Outra novela vampiresca que ficou presa no imaginário popular brasileiro foi O Beijo do Vampiro, exibida entre 2002 e 2003. O roteiro também ficou por conta de Antônio Calmon, que havia feito Vamp na década anterior. Calmon buscou inspiração no livro Drácula, de Bram Stoker, além das versões cinematográficas do clássico, incluindo a paródia de Mel Brooks Drácula: Morto, mas Feliz

O enredo também envolve uma perseguição através de reencarnações de um vampiro poderoso atrás de uma mulher que ele acredita ser sua amada. A novela foi estrelada por Tarcísio Meira no papel do duque Bóris Vladescu.

o beijo do vampiro

Vampirismo brazuca da Caveira

Quem procura por mais histórias vampirescas originalmente nacionais, conta com algumas publicações da DarkSide®:

Em Love Kills, Danilo Beyruth investiga o mito do vampiro em um enredo que faz os leitores mais trevosos se sentirem em casa. Além das eletrizantes sequências de ação, a HQ traz reflexões sobre a própria imortalidade desses seres. Uma leitura veloz que vai fazer o leitor querer revisitar algumas vezes para se certificar de que não perdeu nenhum detalhe.

love kills

Semblant: Blood Chronicles é uma graphic novel que carrega todo o metal da banda Semblant. A HQ conta a história de um caçador em fuga após um vampiro arrancar toda a família de sua vida. Nesse universo aterrorizante, os vampiros ocupam o topo da cadeia alimentar, enquanto os humanos são suas presas.

semblant

LEIA TAMBÉM: A EVOLUÇÃO DO MITO DO VAMPIRO NA LITERATURA + 6 HQS E LIVROS SANGUINÁRIOS

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

3 Comentários

  • Mathias

    25 de novembro de 2022 às 20:07

    Faltaram os vampiros super fodas do André Vianco!

  • Robson Escobar

    27 de novembro de 2022 às 13:50

    Sugiro fazermos justiça e incrementar a lista com o elenco do universo de André Vianco, escritor de Os Sete (estes eram portugueses), Sétimo, Bento, Senhor da Chuva, A Casa, etc… Vale muuuuito a pena conhecer.

    Parabéns, conheci o site agora. Estou gostando muito.

  • Bruno

    29 de novembro de 2022 às 13:53

    Faltou os vamp do Andre Vianco

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Carmilla + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Love Kills + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Semblant: Blood Chronicles + Brinde Exclusivo
R$ 64,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Experiência Dark
  • Experiência Dark
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
FilmesNovidades

Tudo o que sabemos sobre Pânico 6

Alô, Sidney. Ou melhor, Sam e Tara. Desde aquela ligação telefônica sinistra em...

Por DarkSide
ArtigoFábulas Dark

A sinistra relação entre Pink Floyd e O Mágico de Oz

De um lado, O Mágico de Oz, clássico do cinema estadunidense, dirigido por Victor...

Por DarkSide
CuriosidadesDarkside

O que é mito e o que é mitologia?

Há alguma ironia e até um trocadilho divertido quando pensamos nos principais mitos...

Por DarkSide
ListasLivros

Dicas de livros para presentear nesse fim de ano

O período de festas e confraternizações está chegando, e com ele aquela eterna...

Por DarkSide
DarkloveListasLivros

10 Livros com lições valiosas da marca DarkLove

Uma narrativa nunca se limita ao universo de seus personagens. Ela ressoa nas...

Por DarkSide