Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ

MagicaeMúsica

Banda Bruxedo: Música Pagã Brasileira que traz magia à nova MPB

O primeiro álbum musical de bruxaria neopagã feita por bruxos gays dentro do território nacional

Música e bruxaria andam juntas desde os primórdios da prática pagã. As bruxas se utilizavam de cantos não apenas para criar uma ambientação mágica, mas como parte de seus feitiços. Isso não é muito difícil de imaginar, basta se lembrar das sensações que suas canções favoritas causam que parece que há algo de mágico acontecendo neste momento.

LEIA TAMBÉM: MAGICAE: A FORÇA ETERNA DAS BRUXAS

A boa notícia é que esta mistura de música e bruxaria não se perdeu no tempo e nas infindáveis caças às bruxas. A banda Bruxedo resgata as tradições pagãs e as transforma em uma MPB alternativa, que representa a Música Pagã Brasileira

Jeff e Lucas são os idealizadores desta banda repleta de magia e misticismo. Os dois são referência no gênero e, em suas redes sociais, explicam como foram responsáveis pelo primeiro álbum musical de bruxaria neopagã feito por bruxos gays dentro do território nacional. Batizado de Roda do Ano, o disco foi financiado coletivamente e está disponível desde 30 de abril nas plataformas digitais da banda

LEIA TAMBÉM: 10 MÚSICAS E VIDEOCLIPES QUE SÃO PURA MAGIA

Além de idealizar o projeto, Jeff e Lucas foram responsáveis pela produção do álbum do início ao fim: com a composição independente da letra e da melodia, mixagem e masterização. Totalmente envolvidos no processo, eles não contavam com mais um desafio: a pandemia. Mas nem este obstáculo os impediu de entregar a mágica em sua música.

Quem os auxiliou nesse processo foi Tyta Montrase: ela é responsável por esse visual estético das fotos que compõem o álbum. Trabalha como fotógrafa e, nas redes sociais, também demonstra a magia por meio dos seus ensaios fotográficos e leitura das cartas de tarot. 

Para celebrar essa conexão mística entre música, arte, bruxaria, ancestralidade e em sintonia com o selo Magicae da Caveira, o DarkBlog convidou Jeff e Lucas para uma conversa repleta de magia, ao som das canções de Roda do Ano. Confira:

DarkSide: De onde surgiu a inspiração para produzir música pagã?

Jeff e Lucas: Da carência de bruxas brasileiras ocupando lugar na mídia e da necessidade de usar os veículos de comunicação como ferramenta para construir narrativas e desconstruir preconceitos. É que nós do Bruxedo recebemos esse chamado dos deuses para criarmos oito canções que marcassem a musicalidade neopagã brasileira, com um ritmo que celebre as estações da natureza, nos conecte aos deuses antigos, e possa reviver os saberes ancestrais, abandonando o lugar de coadjuvantes para sermos protagonistas da nossa própria espiritualidade enquanto bruxas brasileiras. Um processo de desconstruir a supervalorização do que vem de fora, para (re)construir narrativas nacionais e valorizar o que tem sido construído por nós, bruxas no Brasil!

D: Como vocês refletiram sobre a necessidade de um projeto de financiamento coletivo para concretizar o novo álbum?

J&L: A bruxaria é uma prática que tem a ancestralidade como parte sagrada e fundamental de seus princípios. Hoje nós apenas podemos praticar essa forma de espiritualidade porque no passado pessoas se importaram em construir algo que ultrapassou o tempo até chegar nos dias atuais! Assim, também somos, os ancestrais da próxima geração de bruxas e, a partir dessa reflexão, conscientizar que, para esse legado se manter vivo, é necessário continuar escrevendo essa história e não apenas repassar o que já foi escrito. Roda do Ano, marca a história da bruxaria nacional como o primeiro álbum musical de bruxaria, com tema dos oito sabbats e letra em português, o que eleva essa obra além de Jefferson e Lucas, e a faz motivo de celebração e responsabilidade de toda a comunidade mística brasileira. Por isso, mobilizar pessoas, aliançar propósitos e unir corações foi a maneira de captar recursos para viabilizar esse projeto, afinal, o pouco de cada um é capaz de um grande poder de realização.

LEIA TAMBÉM: BRUXARIA PARA INICIANTES: PRIMEIROS PASSOS PARA A MAGIA

D: Qual o histórico de vocês na magia? Receberam muita influência ancestral?

J&L: Nossa prática mágica, crença e experiência de vida sempre estiveram alinhadas entre si, por isso, enquanto bruxos, todos os nossos processos pessoais de desenvolvimento humano sempre estiveram ligados aos passos que avançamos na nossa jornada mágica, que teve seu início em 2012. 

Em 2013 nós escolhemos ser vegetarianos, uma jornada maravilhosa que começou apenas como uma opção culinária, e logo nos surpreendeu como uma incrível filosofia de vida também. Em 2016 nos deparamos com os cosméticos naturais, entendendo a necessidade de nos conscientizarmos acerca das composições químicas daquilo que compramos, consumimos e a maneira como somos responsáveis pela saúde do nosso corpo e de forma ecológica com o nosso planeta também! 

Em 2020 abrimos espaço na nossa vida para receber as plantas, uma história de amor e conexão com cada uma, que já somam mais de vinte, e que de uma maneira única e muito especial cruzaram os nossos caminhos, nos permitindo reconhecer a nós mesmos em cada uma delas e nos tornarmos mais íntimos da mãe natureza. E agora em 2021 nós nos tornamos pais de pet, adotando um gato que antes vagava pelas ruas do bairro e agora está seguro e sendo muito bem cuidado no nosso lar. Isso porque na bruxaria o sagrado é compreendido tanto imanente, quanto transcendente. O que significa que reconhecemos a divindade que somos e que vive em nós, assim como a cultuamos fora da gente e a reverenciado em tudo ao nosso redor. 

Não existindo bruxaria sem natureza, o que torna o cuidado com o meio ambiente um chamado dos deuses, um compromisso com o planeta é um um dever de todas as bruxas, diante da caótica realidade em que vemos o planeta se afundar em catástrofes ambientais, escassez de recursos naturais, extinção de animais, aquecimento global, aumento da violência e extrema pobreza no mundo. Por isso, entendemos que pensar alternativas práticas de preservação é um dos ofícios mais importantes da bruxaria moderna porque, como bruxas, nossa espiritualidade é refletida no nosso maior templo que é a própria Terra, e não existe uma experiência mais viva e real com a bruxaria do que se aproximando dos deuses e iniciando um contato mais profundo com os antigos, nos conectando com a vida que pulsa no planeta e estabelecendo uma relação saudável com a natureza ao seu redor!

D: A comunidade mística é diversa, a magia não é única para todos, ela assume várias formas. Vocês se consideram mais bruxos naturais, literários… Como vocês vivenciam a magia?

J&L: Também conhecida como a antiga arte, a bruxaria é um caminho de múltiplas expressões, onde nós, do Bruxedo, escolhemos seguir por uma estrada devocional e utilizar a arte como forma de cultuar os deuses antigos. Por isso, nós enxergamos a BRUXARIA não apenas como um ofício, mas como uma forma de conexão com o nosso interior, com o outro e com o mundo ao redor! Então, nossa vivência com a bruxaria acontece através da criação de conteúdo nas redes sociais sobre espiritualidade dentro de recortes sociais, da criação de canções com o intuito de inspirar e fortalecer a bruxaria enquanto forma alternativa de espiritualidade, e do incentivo a uma vida ecologicamente consciente.

D: Qual livro Magicae vocês indicariam para quem ainda não conhece a coleção?

J&L: Particularmente, toda a coleção Magicae é indispensável na jornada de uma bruxa! Esteja ela iniciando os passos, ou avançada na estrada, todos os títulos escolhidos pela DarkSide® foram contribuições generosas e significativas no que diz respeito a compartilhar conteúdo sério, confiável e com uma qualidade que excede até a imaginação! 

O Grimório Das Bruxas, por exemplo, é essencial por duas questões: a primeira, pelo fato da bruxaria ainda ser marginalizada, os deuses antigos serem demonizados e a imagem da bruxa encaixada dentro de estereótipos que a estigmatizam diante da sociedade, assim se torna urgente a desconstrução da ignorância e o combate à intolerância religiosa por meio do conhecimento, abandonando o medo do desconhecido, e resgatando a importância de saberes que se perderam como folclore e superstição. 

Em segundo lugar, na era da informação, muitas são as fontes em que buscamos acessar conhecimento, porém, todo cuidado é pouco no que diz respeito a filtrar as fontes para desenvolvermos uma prática segura, longe das fake news ou do despreparo e da má-fé de quem a todo custo tenta se promover por meio da espiritualidade.

LEIA TAMBÉM: LANÇAMENTO: GRIMÓRIO DAS BRUXAS, POR RONALD HUTTON

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

1 Comentário

  • BRUXEDO

    21 de maio de 2021 às 19:37

    Que honra sermos entrevistados por essa equipe tão especial! Ver nossa arte chegar até este espaço de tamanha referência e influência, causa em nós um sentimento indescritível! Nós somente podemos agradecer pelo espaço, e pelo reconhecimento! Esse álbum é uma conquista que transcende a nós do BRUXEDO e se torna um passo importante da comunidade mística das sombras rumo a ocupação de espaços que igualmente pertencem as bruxas tanto quanto aos demais caminhos de espiritualidade! E que não somente Jeff & Lucas, mas muitas outras bruxas, possam a partir daqui permitir que suas artes voem, de vassoura pelos céus do Brasil e ecoem como o grito de liberdade do paganismo nacional! ??

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
DarkloveListasMagicae

Descubra 7 maneiras de usar o poder das ervas na Bruxaria Natural

Amanda Celli é a primeira bruxa convidada para o Coven Magicae do nosso DarkBlog e...

Por Amanda Celli
Crime SceneCuriosidadesListas

5 Autores true crime que acompanharam os casos de perto

Mortes brutais, sádicos assassinos em série e investigações que se arrastam por...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidadesVários

A utilização do Teste de Rorschach no caso Richthofen

Compreender os abismos da mente humana permanece um desafio para os profissionais da...

Por DarkSide
FilmesListasMacabra

5 casais apaixonantemente macabros dos filmes de terror

Alguns com finais felizes, outros nem tantos, os casais dos filmes de terror são...

Por Macabra
LançamentoListasVários

Dicas para criar seu planner literário

Planners são ótimas maneiras de organizar as tarefas, planos, objetivos e também...

Por DarkSide