Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


FilmesFirestar Videolocadora

The Dark: Um Tobe Hooper perdido na escuridão

A mão invisível do diretor no cinema experimental

28/06/2024

Todo devoto do horror sabe que o passado esconde segredos incríveis (e terríveis). Nessa coluna nós já trouxemos uma porção deles, mas podemos dizer que muitos ainda se encontram nas sombras. No caso do filme de hoje: literalmente nas sombras.

LEIA TAMBÉM: PIN: UM TRAUMA FEITO DE LOUCURA E PLÁSTICO

The Dark é um filme de terror e ficção científica de 1979, dirigido por John “Bud” Cardos e rebatizado por aqui (desnecessariamente) como Terror em Los Angeles. E falando em operar nas sombras, convém dizer que Tobe Hooper codirigiu essa pérola, embora seu nome geralmente permaneça oculto dos créditos.

the dark

Começamos o filme no melhor estilo copiando Star Wars, com uma explicação técnica em caracteres que emergem na tela acompanhados pela voz sorumbática da narração (essas vozes narrativas cigarradas do passado são o máximo, insisto em dizer). Depois dessa explicação, já sabemos que muitas espécies do cosmos aprenderam a se defender, e que os encontros entre formas de vida tão diferentes nem sempre serão agradáveis.

the dark

Agora estamos acompanhando um homem cego pelas ruas noturnas, em uma Los Angeles ameaçadora forjada em becos, esquinas e sombras. Se você já vagou por uma grande cidade tarde da noite, a pé e sem companhia, talvez tenha experimentado sensação de desamparo parecida. Na trilha sonora, alguns sussurros contribuem para o clima de insegurança. Não demora e trocamos de protagonista, e acompanhamos uma jovem mulher, que acaba sendo a primeira vítima desse filme.

the dark

Na sequência experimentamos um panorama com os desdobramentos imediatos após o crime, e o mais importante deles é o interesse da jornalista Zoe Owens em cobrir o caso na imprensa. Seu editor é contra esse envolvimento, mas Zoe está decidida a descobrir detalhes sobre o crime que brutalizou a vítima Shelly Warner e está assustando a cidade. Também conhecemos o pai da vítima, um homem chamado Roy Warner, que há três anos havia sido preso pelo detetive Mooney (que também investiga o assassinato de Shelly). Roy Warner é um escritor de livros sobre crimes, usando o pseudônimo de Steve Dupree.

the dark

Também conhecemos uma vidente, Madame De Renzy, que emerge em alguns momentos no filme. Ela parece ter poderes reais: depois de seu aviso, não demora nada até outra pessoa ser atacada. Quem perde a vida dessa vez é um vigia noturno que acabou emboscado pela criatura. Ainda não sabemos quem ou o quê essa criatura é, mas a coisa tem poderes bem estranhos, até mesmo para um alienígena. Ah, detalhe: o homem cego do comecinho do filme estava por perto um pouco antes do crime acontecer.

the dark

Como uma subtrama interessante, temos uma discussão social que aborda onde está a lei e a ordem antes que os crimes aconteçam na periferia. O trabalho dos investigadores é questionado seguidamente, tanto por populares quanto pelas vítimas. Devido à instabilidade na sociedade americana da época, esse era um lugar comum em filme de vários gêneros, e não deixa de ser lamentável que tais discussões de 1979 ainda se encaixem na realidade de 2024. No final das contas, quem decide ajudar a polícia é a médium, Madame De Renzy, mas ela não é levada a sério pelos oficiais.

the dark

Com assassinatos em série tumultuando a cidade, a população também decide se organizar por conta própria, formando grupos de ronda e vigilância armada. Nada que impeça a próxima morte, e uma nova onda de pressão desaba sobre o departamento de polícia. Parte dessa agitação é incrementada pela jornalista Zoe e por Ron, pai da garota assassinada (eventualmente Zoe e Ron ficam mais próximos, trabalhando em equipe e engatando um romance).

the dark

Os elos psíquicos entre o assassino, a médium De Renzy e algumas outras possíveis vítimas se tornam mais sólidos, e além da força descomunal da criatura, a trama sugere que ela tenha poderes sobrenaturais. Algo que De Renzy acabará experimentando por si mesma, e da pior maneira possível.

the dark

Paralelamente a esses acontecimentos, os técnicos da polícia confirmam que o tecido corpóreo encontrado sob a unha da primeira vítima não é de origem terrena, sugerindo aos oficiais uma verdade que eles não conseguem comprar. Em The Dark, fica bastante claro que muitos pilares do horror ainda estavam em formação, diluídos em uma sopa criativa e primordial que levaria muitas décadas para se decantar e florescer.

the dark

A mão invisível de Tobe Hooper também aparece com frequência, principalmente em algumas sequências de gore extremo e nas críticas sociais que se evidenciam durante o filme. The Dark não deixa de ser um filme experimental em muitos sentidos, mas um bom filme experimental, que claramente se orienta para o horror.

the dark

O clímax do filme une (quase) todas as pontas com crueza, e eu preciso mesmo parar por aqui! Deixo anotado que The Dark pode não ser um dos trabalhos mais grandiosos do planeta Terra, mas ele é um desses filmes placentários, que merece ser apreciado e reconhecido, porque de suas estranhezas e exageros se desdobraram verdadeiros arrasa-quarteirões no gênero horror.

Prontos ou não, vou deixar o trailer por aqui! Sigam por sua conta e risco, é diversão garantida!

LEIA TAMBÉM: A MORTE PEDE CARONA… E ELA SENTA NO BANCO DA FRENTE

Sobre Cesar Bravo

amplificador cesar bravoCesar Bravo é escritor, criador de conteúdo e editor. Pela DarkSide® Books, publicou Ultra Carnem, VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue, DVD: Devoção Verdadeira a D., 1618 e Amplificador.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Star Wars: Dark Edition + Brinde Exclusivo
R$ 99,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Poltergeist + Brinde Exclusivo
R$ 84,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CuriosidadesFilmes

Você sabia que Viagem Maldita foi inspirado num caso real?

Não existe nada mais aterrorizante do que um filme de terror baseado em uma história...

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Dark Night of the Scarecrow: Frank De Felitta como você nunca imaginou

Vocês já pararam para se perguntar de onde vem nosso fascínio pelos filmes antigos?...

Por Cesar Bravo
DarksideMúsica

Celebre os Heróis do Blues, Jazz & Country com essa playlist

Além de um ilustrador brilhante, Robert Crumb era um apaixonado pela música dos anos...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidades

Crianças podem ser consideradas psicopatas?

O ser humano é mau até que prove o contrário ou ele nasce bom e a sociedade o...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidadesProfissionais da Morte

4 Profissões da morte que você não imaginava que existiam

Você já pensou em trabalhar diretamente com a morte? Quando pensamos em...

Por DarkSide