Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


DarksideFilmesListas

5 filmes para conhecer a obra de Martin Scorsese + 5 filmes indicados por ele

"Eu amo filmes, são a minha vida".

Eleito um dos maiores diretores de todos os tempos e com mais de 25 filmes já produzidos, Martin Scorsese vem trilhando seu caminho no mundo do entretenimento desde a década de 60, quando frequentou a escola de cinema da Universidade de Nova York. Além dos filmes, ele também produziu documentários, séries de televisão e atuou em frente às câmeras.

Scorsese é um dos grandes diretores da Nova Hollywood – um importante movimento dos anos 70 que mudou o rumo das produções cinematográficas. Confira 5 filmes para conhecer a obra do diretor e mais 5 filmes indicados por ele como essenciais para todo fã de cinema.

Taxi Driver (1976)

Travis Bickle (Robert De Niro) é um jovem de 26 anos frustrado e alienado do meio-oeste dos Estados Unidos. Sofrendo de insônia, ele arranja um emprego como taxista na cidade de Nova York e se oferece para trabalhar no turno da madrugada. Travis passa o seu tempo livre assistindo a filmes pornográficos em cinemas imundos e dirigindo sem rumo pela periferia de Manhattan. Ao cruzar com Iris (Jodie Foster), uma prostituta de 12 anos de idade, ele se torna obcecado em protegê-la e dá vazão a todos os seus impulsos violentos.

O filme recebeu 4 indicações ao Oscar (incluindo Melhor Filme) e ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1976. Considerado “cultural, histórica e esteticamente significante” pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, é preservado pelo National Film Registry e também é apontado como um dos melhores filmes de todos os tempos.

Os Bons Companheiros (1990)

Contado em primeira pessoa por Henry Hill, o filme é uma adaptação do livro Os Bons Companheiros e traça uma biografia da Máfia. Ainda jovem, Henry (Ray Liotta) se envolve com Tommy DeVito (Joe Pesci) e James Conway (Robert De Niro) e se casa com Karen (Lorraine Bracco), jovem judia que vê toda a sua vida social se misturando com o crime.

O filme foi vencedor do Oscar (melhor ator coadjuvante – Joe Pesci), 5 BAFTAs (incluindo melhor direção, melhor filme e melhor roteiro adaptado) e Festival de Veneza (melhor diretor).

É o próprio Martin Scorsese que assina a introdução da versão brasileira do livro: “Quando li o livro pela primeira vez, não consegui largá-lo. Quando dei por mim, já estava fazendo anotações, visualizando movimentos, cortes, trilha sonora. Foi então que percebi: preciso fazer este filme”. 

LEIA TAMBÉM: OS BONS COMPANHEIROS: POR DENTRO DA MENTE DE MARTIN SCORSESE

Cabo do Medo (1991)

Max Cady (Robert De Niro), um psicopata que foi preso e condenado por estupro 14 anos atrás, cumpriu sua pena e agora está livre. Ele pretende se vingar de Sam Bowden (Nick Nolte), seu ex-advogado, que deliberadamente omitiu informações que alterariam a decisão do júri. Ele pretende agora aterrorizar ao extremo Sam, Leigh Bowden (Jessica Lange), sua mulher, e Danielle (Juliette Lewis), sua filha adolescente, mas pretende fazer isto da forma mais legal possível, pois enquanto cumpria pena estudou sobre direito e leis.

O filme, que marca a sétima colaboração entre Scorsese e De Niro, foi um sucesso comercial e recebeu críticas positivas, recebendo indicações ao Oscar e ao Globo de Ouro de Melhor Ator (De Niro) e Melhor Atriz Coadjuvante (Juliette Lewis).

O romance homônimo, escrito por John D. MacDonald e publicado no Brasil pela DarkSide® Books, é um thriller do começo ao fim, feito para ser lida em uma noite chuvosa, difícil de largar e mais ainda de esquecer.

LEIA TAMBÉM: POR QUE CABO DO MEDO, DE MARTIN SCORSESE, ESTÁ ENTRE OS MELHORES THRILLERS DA DÉCADA DE 90

Os Infiltrados (2006)

Em meio a uma verdadeira guerra contra o crime organizado em Boston, o policial Billy Costigan (Leonardo DiCaprio), recebe a missão de se infiltrar na máfia, mais especificamente no grupo comandado por Frank Costello (Jack Nicholson). Aos poucos Billy conquista sua confiança ao mesmo tempo em que Colin Sullivan (Matt Damon), um criminoso que foi infiltrado na polícia como informante de Costello, também ascende dentro da corporação. Tanto Billy quanto Colin sentem-se aflitos devido à vida dupla que levam, tendo a obrigação de sempre obter informações. Porém quando a máfia e a polícia descobrem que entre eles há um espião, a vida de ambos passa a correr perigo.

A obra foi indicada a cinco Oscars em 2007, vencendo quatro (Melhor Filme, Melhor Diretor para Martin Scorsese, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Edição), além de uma indicação à Melhor Ator Coadjuvante para Mark Wahlberg.

O Lobo de Wall Street (2013)

Durante seis meses, Jordan Belfort (Leonardo DiCaprio) trabalhou duro em uma corretora de Wall Street, seguindo os ensinamentos de seu mentor Mark Hanna (Matthew McConaughey). Quando finalmente consegue ser contratado como corretor da firma, acontece o Black Monday, que faz com que as bolsas de vários países caiam repentinamente. Sem emprego e bastante ambicioso, ele acaba trabalhando para uma empresa de fundo de quintal que lida com papéis de baixo valor, que não estão na bolsa de valores. É lá que Belfort tem a ideia de montar uma empresa focada neste tipo de negócio, cujas vendas são de valores mais baixos mas, em compensação, o retorno para o corretor é bem mais vantajoso.

O filme, baseado nas memórias do ex-corretor da Bolsa de Valores Jordan Belfort, fez bastante sucesso e foi indicado a 5 Oscars e 2 Globos de Ouro, vencendo um deles (melhor ator – Leonardo DiCaprio).

LEIA TAMBÉM: DIFERENÇAS E SEMELHANÇAS ENTRE LIVROS E FILMES

Em 2020 o cineasta fez uma lista com filmes essenciais para o cinema, incluindo filmes alemães, franceses, italianos e japoneses. A escolha por não listar filmes americanos ou ingleses traz boas doses de surpresa. Confira 5 desses filmes que impactaram a obra de Martin Scorsese:

Nosferatu (1922)

O corretor de imóveis Hutter precisa vender um castelo cujo proprietário é o excêntrico conde Graf Orlock. O conde, na verdade, é um vampiro milenar que espalha o terror na região de Bremen, na Alemanha, e se interessa por Ellen, a mulher de Hutter, a única pessoa que poderia reverter essa situação.

O filme, na verdade, é uma adaptação do livro Drácula, escrito por Bram Stoker. Na época o diretor F.W. Murnau ignorou a negativa da viúva de Stoker, que não lhe concedeu os direitos da obra e, mesmo assim, ele seguiu com a produção, sendo necessário alterar os nomes dos personagens e os locais em que a história se passava.

A viúva, Florence Stoker, acabou processando os responsáveis pelo longa na tentativa de barrar sua exibição. O filme continuou em cartaz, mas ela garantiu os direitos da obra para si, tornando-o filme ainda mais famoso por sua curiosa história.

LEIA TAMBÉM: DRÁCULA AO LONGO DAS DÉCADAS: UMA CRONOLOGIA IMORTAL

Metrópolis (1927)

A cidade de Metrópolis é dividida em duas: de um lado estão os operários, vivendo na miséria e explorados por máquinas. Do outro, estão os políticos, que desfrutam de um jardim idílico. Uma história de amor surge entre os dois extremos da cidade quando Freder, filho do dono de Metrópolis, conhece uma jovem mulher chamada Maria (Brigitte Helm) que o faz descer para o subterrâneo e descobrir os horrores pelos quais os operários passam.

LEIA TAMBÉM: CINEMA PANOPTICUM: 5 FILMES ESSENCIAIS DO EXPRESSIONISMO ALEMÃO

Os Sete Samurais (1954)

No século XVI, quando os poderosos samurais de outrora estavam com os dias contados, um guerreiro veterano sem dinheiro chega em uma aldeia indefesa que foi saqueada repetidamente por ladrões assassinos. Os moradores do vilarejo pedem sua ajuda, fazendo com que Kambei recrute seis outros ronins, que concordam em ensinar os habitantes como devem se defender em troca de comida. Os aldeões dão boas-vindas aos guerreiros e algumas relações começam. Katsushiro (Ko Kimura) se apaixona por uma das mulheres locais, embora os outros ronins (samurais sem mestres) mantenhim distância dos camponeses. O último dos guerreiros que chega é Kikuchio (Toshiro Mifune), que finge estar qualificado mas na realidade é o filho de um camponês que almeja aceitação. A obra foi um marco na carreira do diretor Akira Kurosawa.

O Bando à Parte (1964)

Dirigido por Jean-Luc Godard, o filme conta a história de Franz (Sami Frey), um rapaz boa pinta que conhece Odile (Anna Karina), em uma aula de inglês. Ela vive em Joinville e conta para o jovem que o seu patrão guarda uma fortuna no quarto. Interessado pela grana, Franz resolve falar com seu amigo Arthur (Claude Brasseur), que está devendo dinheiro para o tio. Os dois rapazes vão seduzir a moça e tentar convencê-la a auxiliar no roubo.

O Enigma de Kaspar Hauser (1974)

Dirigido por Werner Herzog, o filme traz a história de um jovem chamado Kaspar Hauser (Bruno S.) que aparece na cidade de Nuremberg em 1828. Hauser mal consegue falar ou andar e porta um estranho bilhete, gerando comoção popular. Quando é descoberto que sua aparição misteriosa se deve ao fato de que ele ficou trancado toda sua vida em um cativeiro, muitas pessoas decidem ajudá-lo a se integrar na sociedade.

LEIA TAMBÉM: QUEM FOI HENRY HILL, O MAFIOSO QUE INSPIROU O LIVRO DE OS BONS COMPANHEIROS

Sobre DarkSide

Eles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

Cabo do medo
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Os Bons Companheiros + Brinde Exclusivo
R$ 59,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
Drácula - First Edition + Brinde Exclusivo
R$ 69,90
5% de Descontono boleto
COMPRAR
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Graphic NovelListasMedo Clássico

Da obsessão à inspiração: As principais influências de H.P. Lovecraft

Passado quase um século desde a publicação de suas obras, hoje é difícil imaginar...

Por DarkSide
Dark House

As sinistras colaborações de Michael McDowell e Tim Burton

Michael McDowell tinha uma ideia muito bem definida quanto ao seu legado: nunca...

Por DarkSide
Darklove

Kerri Maniscalco: Novos livros chegarão ao Brasil

Os DarkSiders pediram e a Caveira ouviu: As bruxas de Kerri Maniscalco chegam na...

Por DarkSide
Coven MagicaeMagicae

Respeita a bruxa que habita teu ser

Você já se perguntou o que eu estou fazendo aqui? É tanta coisa que a gente vive,...

Por Devaneio da Bruxa
Graphic NovelListas

Uma Dobra no Tempo: 5 curiosidades sobre a autora Madeleine L’Engle

Madeleine L’Engle foi uma mulher à frente do seu tempo e suas obras atravessaram...

Por DarkSide