Dark

BLOG

O UNIVERSO DARK DE FÃ PARA FÃ


CuriosidadesFábulas Dark

Como Alice chegou ao País das Maravilhas?

Conheça a história por trás da obra

26/11/2021

Alice é despertada de um leve sono ao pé de uma árvore por um coelho peculiar. Uma criatura alva e falante com roupas engraçadas, que consulta seu relógio e reclama do próprio atraso. Curiosa como toda criança, Alice segue o animal até cair em um buraco sem fim que mudou para sempre a literatura infantil. 

Assim como O Retrato de Dorian Gray merece a sua própria biografia, Alice no País das Maravilhas também merece a sua. A história real por trás de Alice é tão rica que daria um outro livro. No aniversário de 156 anos da sua 1º publicação, o DarkBlog conta algumas curiosidades sobre o livro, o autor e também sobre a garotinha que inspirou a história.

LEIA TAMBÉM: ALICE LIDDELL: CONHEÇA A VERDADEIRA ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS

Como tudo começou

Charles Lutwidge Dodgson, mais conhecido como Lewis Carroll, era professor de Matemática da universidade Christ Church e, apesar da sua timidez, era um excelente contador de histórias. Carroll foi convidado a lecionar na Instituição após sua formatura, o que o levou a conhecer o reitor, Henry Liddell e, aos poucos, a se aproximar de sua família, estabelecendo um vínculo muito forte com seus filhos, principalmente com Alice (na época com 4 anos) e suas irmãs, Lorina e Edith.

Lorina, Edith e Alice Liddell em foto feita por Lewis Carroll / Créditos: The Times UK

A amizade entre os 4 era tão forte que por várias vezes Carroll os levou para passeios e piqueniques, entretendo-os com suas histórias fantásticas. Em um desses passeios nasceu uma história que ficou na mente das crianças, principalmente na de Alice.

Um dia de verão

Era um dia quente de verão de 1862 e Carroll estava entretendo as crianças com suas histórias, mas dessa vez a história era especial. A protagonista era a própria Alice, que corria atrás de um coelho branco e caía por uma toca que a fazia encontrar as criaturas mais estranhas que poderiam sair da mente de Carroll, como um coelho falante, uma lagarta questionadora e um chapeleiro louco.

Alice gostou tanto da história que pediu para que ele a escrevesse e, um ano e meio depois, Carroll lhe entregava “Alice Adventures Underground” (“As Aventuras de Alice no Reino Subterrâneo”), com ilustrações feitas pelo próprio autor. Na época, Carroll e os Liddell já não tinham contato há mais de um ano, mas nunca ficou claro o motivo disso ter acontecido, a única coisa que se sabe ao certo é que a separação ocorreu após uma conversa entre Carroll e a matriarca da família, Lorina Liddell.

Página do manuscrito que foi dado de presente para Alice / Créditos: Biblioteca Britânica

Apesar da distância entre os Liddell e Carroll, Alice manteve o manuscrito por muitos anos. Já adulta e com família constituída, ela sofreu um revés financeiro em sua vida e acabou vendendo o manuscrito original que, depois de outras vendas e mudanças de país, hoje está em poder da Biblioteca Britânica e pode ser acessado digitalmente aqui.

Publicação

Um ano após ter dado de presente o manuscrito para Alice, Carroll publicou “Alice no País das Maravilhas”, uma versão revisada e ampliada da história original, contando com ilustrações de John Tenniel. O autor usava um pseudônimo e buscava não se identificar, chegando a devolver correspondências que chegavam para “Lewis Carroll” nos anos seguintes.

Alice usando um flamingo como taco e o coelho falante / Ilustrações de John Tenniel

A fábula ganhou o coração de pessoas de todas as idades rapidamente, inclusive da Rainha Vitória. Em 1890, 25 anos após a publicação da 1ª edição, Carroll a adaptou para crianças de zero a cinco anos, garantindo que a história criada por ele ficasse ainda mais conhecida.

Alice no País das Maravilhas – Baby Edition

LEIA TAMBÉM: COMO ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS INFLUENCIOU A CULTURA POP

Alice é DarkSide® Books

Um clássico literário, uma obra que sobrevive à passagem do tempo, e que enriquece suas possibilidades de leitura. Alice no País das Maravilhas encanta crianças com sua trama, arrebata entusiastas da linguagem com seus jogos de palavras, chama a atenção dos fãs do psicodélico por seus personagens, entre tantos outros interesses que as aventuras da pequena Alice atraem.

As 3 edições da DarkSide® Books

“Existe alguma coisa sobre a história que realmente toca nossa imaginação, nossos sonhos.
Se Lewis Carroll tivesse escrito essa história hoje, ainda assim ela seria incrível.
Seria algo que ainda nos deixaria boquiaberto, e também seria difícil de explicar.”
Tim Burton

LEIA TAMBÉM: ALICE, O COELHO BRANCO E A LITERATURA MÁGICA DE LEWIS CARROLL EM TRÊS EDIÇÕES, NA DARKSIDE BOOKS

Sobre DarkSide

Avatar photoEles bem que tentaram nos vender um mundo perfeito. Não é nossa culpa se enxergamos as marcas de sangue embaixo do tapete. Na verdade, essa é a nossa maldição. Somos íntimos das sombras. Sentimos o frio que habita os corações humanos. Conhecemos o medo de perto, por vezes, até rimos dele. Dentro de nós, é sempre meia-noite. É inútil resistir. Faça um pacto com quem reconhece a beleza d’ O terror. O terror. Você é um dos nossos.

Website

2 Comentários

Deixe o seu comentário!


Obrigado por comentar! Seu comentário aguarda moderação.

Indicados para você!

  • Ela Não Pode Confiar

    Wicked
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
CuriosidadesFilmes

Você sabia que Viagem Maldita foi inspirado num caso real?

Não existe nada mais aterrorizante do que um filme de terror baseado em uma história...

Por DarkSide
FilmesFirestar Videolocadora

Dark Night of the Scarecrow: Frank De Felitta como você nunca imaginou

Vocês já pararam para se perguntar de onde vem nosso fascínio pelos filmes antigos?...

Por Cesar Bravo
DarksideMúsica

Celebre os Heróis do Blues, Jazz & Country com essa playlist

Além de um ilustrador brilhante, Robert Crumb era um apaixonado pela música dos anos...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidades

Crianças podem ser consideradas psicopatas?

O ser humano é mau até que prove o contrário ou ele nasce bom e a sociedade o...

Por DarkSide
Crime SceneCuriosidadesProfissionais da Morte

4 Profissões da morte que você não imaginava que existiam

Você já pensou em trabalhar diretamente com a morte? Quando pensamos em...

Por DarkSide